Publicidade

Publicidade

18/02/2009 - 15:45

Os ganhadores do Oscar também erram

Compartilhe: Twitter

Mesmo arrasa-quarteirões e grandes clássicos ganhadores do Oscar não conseguem escapar dos erros. Já que estamos na semana da entrega do famoso prêmio de Hollywood, veja algumas das grandes gafes do cinema:

Vencedor do Oscar de “Melhor Filme” em 1943, “Casablanca” pisa na bola logo no começo do filme. Nas cenas iniciais, o avião que pousa na pista é claramente de brinquedo.

Representante brasileiro na cerimônia do Oscar de 1999, “Central do Brasil” também teve sua cota de erros de continuidade. Na cena em que Dora (Fernanda Montenegro) compra um aparelho de TV novo, ela fica com o controle remoto na mão e reclama para a amiga Irene (Marília Pêra) que a geringonça não está funcionando. Depois que Irene vai embora, Dora aparece segurando outro controle remoto, mais fino que o anterior. Apesar da trapalhada, Fernanda Montenegro foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz em 1999.

Premiado pela Academia em 1994, “Forrest Gump” é pródigo em histórias e erros!  Quando os meninos perseguem o jovem Forrest (Tom Hanks), o short dele muda de cor três vezes: marrom, quando está perto de casa; azul, quando corre perto dos prisioneiros; e dourado, quando está na casa de Jenny (Robin Wright Penn).

Essa é para quem já viu o final do filme. Quando Forrest conversa com a sepultura de Jenny, ele fala “Você morreu em um sábado pela manhã”. O problema é que o dia 22 de março de 1982, a data gravada na sepultura, caiu em uma segunda-feira.

“Uma Mente Brilhante” levou o Oscar de “Melhor Filme” em 2002, mas a produção do filme parecia mais atrapalhada que o matemático esquizofrênico John Nash (Russel Crowe). Há confusões com a idade do filho de Nash, Alicia (Jennifer Connelly) usa modelos de tupperware que ainda não tinham sido fabricadas e até mesmo a cerimônia do Prêmio Nobel é furada.

O supercampeão “Titanic”, de James Cameron, colecionou 11 estatuetas das catorze indicações da Academia em 1998 e também muitas trapalhadas:

– O tamanho das unhas de Rose (Kate Winslet) muda várias vezes ao longo do filme.

-Quando o operador de rádio manda uma mensagem de S.O.S., o padrão de traços que ele envia não significa absolutamente nada em código morse.

– Quando morre, o corpo de Jack (Leonardo DiCaprio) congela e afunda. No entanto, corpos humanos congelados flutuam.

– A cena em que Rose se despe para Jack deveria ter sido menos romântica: a personagem precisaria de ajuda de outra pessoa para tirar (e depois para recolocar) o espartilho.

– É improvável que os passageiros do Titanic tivessem visto golfinhos. Os animais são encontrados apenas em águas quentes e a viagem do navio aconteceu logo depois do fim do inverno.

– As obras-primas da coleção de Rose não estavam a bordo do Titanic (ainda bem!).

Se você é daqueles que adora encontrar erros e falhas nos filmes de Hollywood, vai encontrar material de sobra no livro “Falha Nossa”, de Cesar Kos.

Autor: - Categoria(s): Cinema Tags: , , , , , , , , ,
Voltar ao topo