Publicidade

Publicidade

09/11/2009 - 14:54

Spam, spam, spam, spam!

Compartilhe: Twitter

Você sente vontade de matar o inventor do spam? Pois pode começar pelo Monty Python! Afinal, a palavra “spam” surgiu justamente num dos quadros do grupo de  humoristas ingleses. O esquete foi ao ar pela primeira vez em 15 de dezembro de 1970, com o título de (adivinha?) “Spam”. Nele, um casal aterrissa em uma lanchonete em que quase todos os pratos levam o tal “spam” –  espécie de carne barata, processada e enlatada, bastante comum na Inglaterra depois da Segunda Guerra Mundial.

6119

Além da garçonete  e do casal, a lanchonete ainda abriga um nonsense grupo de vikings e um “turista húngaro”. A palavra “spam” é repetida cerca de 130 vezes ao longo dos 3 minutos do esquete. E não pára por aí! Nos créditos, a palavra também aparece acompanhando o nome dos atores.

Na pré-história da Internet, usuários engraçadinhos que atuavam em fóruns de discussão costumavam “floodar” o tópico com a palavra “spam”. O objetivo era “descer” o tópico do usuário anterior e deixar o seu sempre em evidência. Tal atitude acabou reforçando o uso da palavra “spam” como algo indesejável, repetitivo e insistente.

6900-6

Por isso, aqueles e-mails com propagandas que lotam caixas de entrada de e-mails no mundo todo acabaram recebendo o apelido de “spam”.

Mantendo o espírito original da expressão, o site “Spam” dedica-se a vender canecas, copos, bandeiras, cartazes, gravatas, camisetas, bonés, cofrinhos, colheres, blocos de notas, canetas, ursos de pelúcia e mais, muito mais – tudo com o nome “Spam” estampado!

Ah, também dá pra se divertir atirando vacas no melhor estilo Monty Python no jogo online “Spam, spam, spam, spam”.

Autor: - Categoria(s): Baú, Televisão Tags: , , ,
19/06/2008 - 08:40

A origem da palavra Spam

Compartilhe: Twitter

Como surgiu a palavra Spam para designar aquele lixo eletrônico que invade nossas caixas postais? Encontrei uma resposta bem completa no site do Henry Franklin Duailibe da Costa (www.henry.eti.br). Aqui vai:

Existem diversas versões a respeito da origem da palavra spam. A versão mais aceita afirma que o termo originou-se da marca SPAM, um tipo de carne suína enlatada da Hormel Foods Corporation, e foi associado ao envio de mensagens não-solicitadas devido a um quadro do grupo de humoristas ingleses Monty Phyton.

Esse quadro envolve um casal discutindo com uma garçonete em um restaurante a respeito da quantidade de SPAM presente nos pratos. Enquanto o casal pergunta por um prato que não contenha a carne enlatada, a garçonete repete constantemente a palavra “SPAM” para indicar a quantidade. Eventualmente, a discussão faz com que um grupo de vikings presente no restaurante comece a cantar de maneira operática “SPAM, amado SPAM, glorioso SPAM, maravilhoso SPAM!”, impossibilitando qualquer conversa.

O quadro foi escrito para ironizar o racionamento de comida ocorrido na Inglaterra durante e após a Segunda Guerra Mundial. SPAM foi um dos poucos alimentos excluídos desse racionamento, o que eventualmente levou as pessoas a enjoarem da marca e motivou a criação do quadro.

A Hormel Foods Corporation não se posicionou contra o uso do termo spam para designar o envio de mensagens eletrônicas não-solicitadas após sua popularização, mas passou a exigir que a palavra SPAM em letras maiúsculas seja reservada para designar seu produto e marca registrada .

Existem três versões, menos populares, a respeito da etimologia que associam o termo spam a acrônimos. A primeira afirma que SPAM significa Sending and Posting Advertisement in Mass, ou “enviar e postar publicidade em massa”, a segunda que significa Shit Posing As Mail, ou “porcaria fingindo ser correspondência” e a terceira que significa Single Post to All Messageboards, ou “mensagem única para todos os fóruns de discussão.”

Em tempo: Spam é a abreviação em inglês de “spiced ham” (presunto condimentado).

Autor: - Categoria(s): Comes e bebes, Sem categoria Tags: , , ,
Voltar ao topo