Publicidade

Publicidade

27/01/2010 - 16:21

Relacionamentos para donas-de-casa entediadas

Compartilhe: Twitter

A internet tem o poder de unir pessoas. Pessoas solteiras e… também casadas. Um grupo de ingleses acha que o site Marital Affair (“Caso Conjugal”) promove a traição, e decidiu lutar pela proibição de outdoors da página pelas ruas do Reino Unido. A gota d’água foi a propaganda com uma foto de um homem sem camisa e um sutiã pendurado no ombro, mais a frase: “Olá, garotas! Tenha divertimento instantâneo no Marital Affair!”.

marital

O site deixa seu objetivo bastante claro o tempo todo.  “Necessidades sexuais existem para serem saciadas”, explica o texto de introdução. Mas não se trata de uma página sexista. As mulheres também têm seu espaço:  “Talvez você seja uma dona-de-casa entediada”, sugere o mesmo texto.

O escândalo catapultou o site para o 13º lugar dos mais acessados do Reino Unido — sem contar as versões  para os Estados Unidos e para a África do Sul. A própria concorrência também saiu ganhando:  Simply Adult (“Simplesmente Adulto”) e Forget Dinner (“Esqueça o Jantar”) também fazem bastante sucesso na Inglaterra.

charles

Mas, ao pular a cerca, um aviso muito importante que o site não dá: o feitiço pode virar contra o feiticeiro. Foi o que aconteceu com Charles Phillips, presidente da Oracle e um dos integrantes da equipe de Barack Obama. Revoltada por ter sido deixada de lado, a ex-amante de Phillips, YaVaughnie Wilkins, espalhou diversos outdoors pelos Estados Unidos com fotos dos dois. Ela ainda montou um site com fotos e vídeos de viagens com o amante, que já foi retirado do ar. A esposa do economista ficou furiosa.

Autor: - Categoria(s): Sexo, sites Tags: ,
05/10/2009 - 21:45

Quando os atletas abrem o jogo e falam de sexo

Compartilhe: Twitter

Pennetta-malt1

Na semana passada, a tenista italiana Flavia Pennetta declarou que não está nem aí para abstinência sexual antes e durante as competições. Sexo em vestiários e banheiros de avião eram comuns durante seu namoro com o tenista espanhol Carlos Moyá (abaixo). Flavia também contou que, apesar de várias jogadoras serem homossexuais, nunca foi assediada durante as competições.

658807

É estranho que tenha gente que ainda fique chocada com esse tipo de declaração. Atletas estão cada vez mais falando sobre sexo. Já na década de 1920, o circuito de tênis era esquentado pela presença da francesa Suzanne Lenglen. Ela era conhecida na imprensa francesa como “A Divina”. Avessa ao comportamento considerado “adequado” para as mulheres de seu tempo, Suzanne bebia, colecionava amantes e – reza a lenda – não usava nada por baixo da saia comprida do uniforme.

200611100271_1397090

Uma das maiores tenistas da década de 80, Martina Navratilova abriu o jogo em sua autobiografia “Being Myself”. Nascida na República Tcheca em 1956, Martina (abaixo, no centro) declarou que sempre se sentiu atraída por pessoas do mesmo sexo. Teve um relacionamento com a escritora Rita Mae Brown e, atualmente, pode ser vista desfilando com a ex-rainha da beleza Julia Lemigov.

article-1208650-0628FD4C000005DC-650_468x803

Em entrevista à revista Veja, em 2004, o jogador Romário confessou que , “se pudesse, sairia da cama direto para o campo”. Ele também declarou que fidelidade nunca foi o seu forte, mas que “estava melhorando”. Também numa entrevista, o agora técnico Renato Gaúcho disse que, quando fazia festinhas em casa, “até o Cristo Redentor fechava os olhos”.

romario_celebra_gol_delante_rivaldo
Nas Olimpíadas, o clima não é muito diferente.  Na véspera da prova de salto em distância nas Olimpíadas de 1968 no México, o norte-americano Bob Beamon fez sexo na Vila Olímpica.  A escapada pesou na consciência do atleta, que acreditava que o exercício sexual poderia prejudicar seu desempenho na prova. Felizmente, Bob preocupou-se à toa. Naquela competição, ele quebrou o então recorde histórico com um salto de 8,9 metros. A marca só foi superada 23 anos depois, pelo também americano Mike Powell.

beamon

Nos Jogos de Los Angeles, em 1984, Robson Caetano, hoje comentarista da Rede Globo, integrava a forte equipe brasileira de revezamento 4 x 100 metros, que tinha chance de ganhar uma medalha. Na véspera da prova, porém, cedeu ao convite de uma assessora contratada pela delegação do Brasil (uma bela loira americana de 24 anos) para jantar fora da concentração. Jantar… entendeu? Robson reapareceu apenas no dia seguinte, pouco antes da prova, e acabou desligado da equipe no próprio estádio.

Quer saber mais curiosidades sobre o mundo dos esportes? É só clicar aqui.

Autor: - Categoria(s): Esporte Tags: , , , , , , , , , ,
21/09/2009 - 15:17

Que profissão se dá melhor na cama?

Compartilhe: Twitter

Ingleses adoram pesquisas. Quanto mais estapafúrdia, melhor! Uma pesquisa publicada pelo jornal britânico “The Daily Mirror” revelou que profissionais são verdadeiros campeões na cama.  A pesquisa foi realizada com 3 mil pessoas e foi encomendada por um site especializado em produtos adultos. Corretores imobiliários estão em primeiro lugar, seguidos por comissários de vôo, advogados, secretárias e atendentes de call center.

200310310-001

Ao que tudo indica, a crise no mercado imobiliário internacional não afetou a frequencia com que corretores e corretoras fazem sexo – com declaradas quatro vezes por semana, o dobro da média nacional na Inglaterra.

stewardesses
Comissários de vôo conseguiram a segunda posição, fazendo sexo três vezes por semana.

jane-joan-mad-men-512x343
Advogados, secretárias e atendentes de call center vêm logo atrás, com 2,5 vezes na semana.

Outro fato curioso destacado pelo jornal: três profissões bastante respeitadas, mas que costumam ser associadas a fantasias masculinas, estão entre as que fazem sexo com menos frequência. Enfermeiras, professoras e bibliotecárias declararam fazer sexo apenas uma ou duas vezes por semana.

Blogueiros não apareceram na lista…

Outras curiosidades sexuais você encontra por aqui.

Autor: - Categoria(s): Listas, Sexo Tags: , , , ,
Voltar ao topo