Publicidade

Publicidade

29/12/2009 - 16:19

Feliz ABBAno Novo!

Compartilhe: Twitter

2009 está chegando ao fim… Hora de fazer aquele bom e velho balanço dos últimos 12 meses. No começo do ano, lancei “Um Livro Fechado para Reforma“, o primeiro a falar de reforma ortográfica para crianças. Na TV, além do já consagrado “Loucos por Futebol”, comecei a apresentar o Game Up, na ESPN Brasil. O programa já é um sucesso entre os gamers. Outra boa notícia foi a minha volta à BandNews FM. Para os ouvintes de São Paulo, apresento diariamente o quadro “É São Paulo que Não Acaba Mais“. Sábados e domingos, os ouvintes do país inteiro conferem o “É Brasil que Não Acaba Mais“, que faço ao lado do talentoso Luiz Megale.  No “Fanáticos por Futebol”, na Rádio Bandeirantes, divido agora a apresentação com Sérgio Patrick, outra grande novidade  de 2009. O programa está muito mais dinâmico.  O twitter de “O Guia dos Curiosos”  está perto de alcançar a marca de 5 mil seguidores. Em resumo: só coisas boas!

Agora é hora de dar uma paradinha para recarregar as energias. 2010 promete ser um ano cheio de trabalho e de mais curiosidades.  Prometo que muitas novidades vão pintar logo no comecinho do ano na ESPN-Brasil, na Rádio Bandeirantes, na BandNews FM, no Jornal da Tarde e na Panda Books.

Para festejar a entrada do Ano Novo, ouça “Happy New Year” com o grupo ABBA. Durante muitos anos, a TV sueca exibiu esse clipe à meia-noite. Feliz 2010!!!

Autor: - Categoria(s): Brasil, Cotidiano, Datas Comemorativas, Jornalismo, Você é curioso Tags: , , , , , , , , , , , ,
08/12/2009 - 13:19

Como se tornar o pior aluno da escola

Compartilhe: Twitter

O humorista Danilo Gentili tem uma ficha escolar bastante suja: 78 assinaturas no livro, 12 suspensões e uma expulsão. Apesar da fama de “pior aluno da escola”, Gentili dedica o livro que lança hoje a “todos os professores e mestres que, ao longo da minha vida, acreditaram em mim… mas, mesmo se esses caras existissem, acho que não aprovariam tal livro”.

IMG_0218

Comediante stand-up e membro da trupe do CQC, Danilo Gentili lança hoje (08/12) seu primeiro livro, “Como se tornar o pior aluno da escola”, pela editora Panda Books. O livro é um manual anárquico e bem-humorado para quem bombar de ano. Há ainda um livro secreto de “planos infalíveis” para aplicar trotes nos colegas de classe.

Como-se-tornar_300_CMYK

O lançamento acontece hoje, às 18h30, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073). O autor fará uma palestra antes da sessão de autógrafos – o ingresso será uma lata de leite em pó. Fique esperto! As senhas para a apresentação começarão a ser distribuídas às 14h.

Ah, quem tem twitter ainda pode participar de uma super-promoção! Dê RT na mensagem promocional da @pandabooks e concorra a dois exemplares do livro.

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Humor, livros Tags: , , ,
15/10/2009 - 18:58

A Panda Books está na Feira de Livros de Frankfurt

Compartilhe: Twitter

A Panda Books é uma das editoras participantes do estande do Brasil na Feira de Livros de Frankfurt. Cada editora montou a sua estante com os livros de maior interesse para o mercado internacional. Fizemos catálogos em inglês para distribuir aos interessados. A feira é assim: representantes de editoras do mundo inteiro passeiam pelos estandes e vão negociando os livros que mais lhe interessam. Levei um susto ao visitar a área das editoras chinesas. É um espaço enorme, com um número igualmente grande de editoras. E não é que existe lá também uma Panda Books!  Só que nós somos mais antigos. A Panda brasileira comemorou 10 anos no mês passado.

pandadois

pandaum

pandatres

Autor: - Categoria(s): livros Tags: ,
23/09/2009 - 10:12

Parece que foi ontem… Os 10 anos da Panda Books!

Compartilhe: Twitter

end2

A Editora Panda Books completa hoje 10 anos. Parece que foi ontem. No dia 23 de setembro de 1999,  chegaram da gráfica os primeiros 3 000 exemplares do livro “Os Endereços Curiosos de São Paulo”, que eu mesmo escrevi. O livro foi a semente de um projeto que hoje tem 245 livros em seu catálogo. Uma editora que já é bastante querida  no mercado. Lançamos os primeiros livros de muitos autores,  estivemos várias vezes na lista dos mais vendidos e somos presença constante em salas de aula do Brasil inteiro. Eu e minha sócia, Patty Pachas, criamos também a Editora Original, um selo dedicado a livros motivacionais.

Para festejar a data,  a Panda Books passou a ser a primeira editora brasileira a criar um canal de vídeos em seu site. É possível assistir a entrevistas de autores e também releases animados dos lançamentos.  Outra novidade: a Panda Books está também no twitter: @pandabooks.

Para todos que ajudaram a escrever essa história até aqui, o nosso muito obrigado! Mas essa história terá, com certeza,  muitos outros volumes.

Autor: - Categoria(s): Datas Comemorativas Tags: , , , ,
11/09/2009 - 22:20

A festa da Primavera dos Livros

Compartilhe: Twitter

Você é completamente apaixonado por livros? Então não pode deixar de conferir a Primavera dos Livros 2009. Realizado no Centro Cultural São Paulo, o evento reúne até o próximo domingo 90  editoras independentes e seus 7 000 títulos,  com descontos de 20 a 40%. O tema da 14ª Primavera dos Livros é “As diferentes formas de ler o mundo – A literatura em todos os seus gêneros”. Há uma extensa programação com debates, oficinas e atividades infantis.

Panda Books

A Panda Books vai marcar presença no stand 10. Dê uma passadinha por lá para comemorar com a gente os 10 anos da editora!
De 10 a 13 de setembro – das 10h às 22h

CENTRO CULTURAL SÃO PAULO – STAND 10
Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso – São Paulo/SP
Metrô Estação Vergueiro – Entrada grátis

Autor: - Categoria(s): Cotidiano Tags: , ,
29/08/2009 - 07:46

As novidades dos 10 anos da Panda Books

Compartilhe: Twitter

A Panda Books completa 10 anos no próximo dia 23 de setembro. Para comemorar, apresentamos duas grandes novidades. A primeira é que estamos agora no Twitter: www.twitter.com/pandabooks. Você pode acompanhar todos os lançamentos, as promoções e as novidades. Siga-nos! A segunda é a estreia de um canal de TV virtual. O leitor poderá assistir a entrevistas com autores e trailers dos principais lançamentos. Vários já estão no ar. Veja um deles agora:

 

Autor: - Categoria(s): livros, Sites curiosos Tags: , , ,
03/08/2009 - 13:16

A história das camisas dos 12 maiores times

Compartilhe: Twitter

Você sabia que praticamente todos os chamados times grandes do Brasil já jogaram com um uniforme diferente do tradicional? O exemplo mais recente é a camisa roxa que o Corinthians lançou no ano passado. Agora o Palmeiras anuncia que seu terceiro uniforme para 2009 será azul.

No livro “A História das Camisas dos 12 Maiores Times do Brasil”, que será lançado hoje, na Livraria Cultura, do Shopping Market Place, em São Paulo, os autores Paulo Gini e Rodolfo Rodrigues trazem os 2.000 modelos diferentes que os clubes usaram desde que foram fundados. Eles mostram também as trocas de patrocinadores e de fornecedores de material. Nenhum detalhe foi esquecido.

Em 2000, o Atlético Mineiro reeditou pela primeira vez em 60 anos uma camisa totalmente preta. Ela foi feita para ser usada nos jogos internacionais da Libertadores. O sucesso entre os torcedores foi tanto que até hoje o Galo tem uma camisa totalmente preta.

Jogando contra o time do Engenho de Dentro, em 7 de maio de 1933, o Botafogo usou uma camisa vermelha com a gola branca. Isso aconteceu porque o time adversário usava um uniforme listrado azul e branco, que poderia ser confundido com a vestimenta tradicional do Fogão. Em outras três ocasiões, pelo mesmo motivo, o Botafogo foi obrigado a usar camisas de cores diferentes: em 1923, uma verde, emprestada pelo time do Andaraí; em 1968, uma azul emprestada pela Adeg, administradora do Maracanã; e em 1975, de amarelo, camisa emprestada pelo time da Suderj.

Para homenagear o Torino, da Itália, que havia acabado de perder todos os jogadores e comissão técnica em um acidente aéreo, o Corinthians vestiu a camisa do clube. Foi contra a Portuguesa, no Pacaembu, no dia 8 de maio de 1949.

Feita especialmente para a Libertadores de 2004, a camisa azul-celeste do Cruzeiro faz parte da primeira geração de camisas com uma coroa acima do escudo do clube. A chamada tríplice coroa faz referência à temporada de 2003, em que o Cruzeiro foi campeão mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro.

Ano passado, depois de uma briga judicial com a fornecedora de materiais esportivos, o Flamengo fez suspense e entrou em campo no Campeonato Brasileiro usando uma camisa com três interrogações no lugar da logomarca. Derrotado na Justiça, o time voltou a usar a camisa anterior poucas partidas depois.

A camisa laranja do Fluminense foi lançada no centenário da equipe, em 2002, e não agradou os torcedores. O Tricolor usou a camisa apenas no segundo tempo de um amistoso. Atualmente, uma das camisas de treino do Flu é dessa cor.

E o Grêmio, que, acredite, já jogou de vermelho? Na verdade, a cor era o havana, um parente  do vermelho. Foi a primeira camisa do time, em 1903. Depois, o havana foi substituído pelo preto porque os tecidos eram caros demais, e até raros. Em compensação, em 1987, a Coca-Cola  teve que colocar sua logomarca em preto na camisa do Grêmio, e não no tradicional vermelho, cor do maior rival. Foi a primeira vez que isso aconteceu.

A exemplo dos argentinos do River Plate, o Internacional já jogou de branco com uma faixa diagonal vermelha. Durante boa parte da década de 1950, uma das camisas do time tinha essa composição. Em 1995, o segundo uniforme também era assim.

Na final do Paulistão de 1954, que aconteceu em fevereiro do ano seguinte, o Palmeiras enfrentou seu maior rival, o Corinthians, usando uma camisa azul. A escolha teria acontecido por conselho de um pai-de-santo — que errou o prognóstico. O empate de 1 x 1 deu o título ao Corinthians.

“Paz” foi a primeira inscrição que apareceu na frente da camisa do Santos. A palavra não era parte de um patrocínio, foi escrita em apoio a uma campanha que acontecia na cidade de São Paulo em 1983. Um patrocínio curioso que apareceu na camisa do Santos foi o do Lenços de Papel Kleenex, em 1986.

O marketing esportivo ainda estava engatinhando em 1997. Talvez por isso a camisa do São Paulo, que tinha escrito “Bom…???”, tenha causado tanta surpresa. Ela foi usada em apenas um jogo, contra o Cruzeiro, e deu sorte: 5 x 0, cinco gols de Dodô. A brincadeira serviu para anunciar o futuro patrocinador do time: a esponja de aço Bombril.

Muitos clubes não tiveram a chance de homenagear seus maiores ídolos enquanto eles ainda estavam jogando. Não foi o caso do Vasco, que entrou em campo no dia 24 de março de 1983 com a frase “Valeu Roberto!” estampada na camisa. Até Zico, maior jogador da história do Flamengo, atuou no onze cruz-maltino naquela partida contra o La Coruña, da Espanha. Mesmo assim, os europeus venceram por 2 x 0.

O lançamento do livro será hoje, a partir da 19h, na Livraria Cultura, do Shopping Market Place, que fica na avenida Chucri Zaidan, 902, em São Paulo. Além de autografar os livros, os autores — que colecionam camisas de futebol — levarão algumas raridades que poderão ser conferidas para ficarem expostas.

Autor: - Categoria(s): Esporte, livros Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
09/06/2009 - 16:56

É proibido soltar pum depois das 18 horas

Compartilhe: Twitter

Você sabia que na Flórida, nos Estados Unidos, é proibido soltar pum em público depois das 18 horas?

Já na cidade de Newark, em Nova Jersey, é proibido comprar sorvetes depois do mesmo horário. Em Santa Cruz, na Bolívia, é proibido fazer sexo com uma mulher e com a filha dela ao mesmo tempo. Tem cada uma!!!

Essas e outras leis curiosas estão reunidas no livro “É proibido soltar pum após as 18 horas e outras leis malucas do mundo inteiro”, escrito pelo jornalista Mauro Ferreira, que acaba de ser lançado pela Panda Books.

Apesar de os Estados Unidos serem campeões em matéria de leis malucas, o livro possui um capítulo especial dedicado às peculiaridades do sistema judiciário brasileiro. Em 1894, a justiça da cidade paulista de Rio Claro proibiu o consumo de melancia nos limites do município. Será que as autoridades não eram muito fãs da fruta? Nada disso! Na época, acreditava-se que o consumo de melancia causava tifo e febre amarela. Para sorte dos habitantes de Rio Claro amantes da melancia, a lei já foi revogada.

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Cotidiano, Humor, livros Tags: , , , , ,
18/04/2009 - 18:18

Um livro fechado para reforma

Compartilhe: Twitter

Nas férias de janeiro, passei um bom tempo estudando o acordo ortográfico que tivemos que engolir (sou a favor da reforma, sim, mas não desse jeito confuso e precipitado). Fiquei cheio de dúvidas e fui atrás de livros. Percebi que só havia publicações para adultos. Nada para crianças. Num final de semana nasceu a inspiração para “Um Livro Fechado para Reforma”, o primeiro infanto-juvenil a tratar da questão da reforma.

Quem cuida dessa reforma não são lexicógrafos ou linguistas. A irreverente equipe é formada por um arquiteto, uma decoradora, um mestre de obras e dois operários pra lá de atrapalhados. Eles entram na história, interrompem a leitura e fecham o livro para reforma. Confusões à parte (afinal, toda reforma tem seus imprevistos), essa equipe dá uma aula de gramática e ainda proporciona boas risadas. Dê uma conferida em duas páginas do livro!

Autor: - Categoria(s): livros Tags: , , , ,
06/02/2009 - 17:27

Um livro sobre adoção e famílias

Compartilhe: Twitter

Conheci Todd Parr em 2001. Na verdade, conheci um de seus livros. Entrei numa livraria em São Francisco, nos Estados Unidos, e dei de cara com “It’s Ok to Be Different”. Foi amor à primeira vista. Tanto que resolvi comprá-lo para minha filha.  O livro fez tanto sucesso em casa que decidi escrever para o autor (o endereço eletrônico estava na orelha do livro). Trocamos algumas mensagens e me tornei editor de Todd Parr no Brasil no ano seguinte. O primeiro lançamento foi justamente “Tudo Bem Ser Diferente”, falando das diferenças que costumam excluir as crianças de determinados grupos e rompendo as barreiras do preconceito.

De lá para cá, Todd Parr publicou 10 livros no Brasil. Apresentou também uma série de desenhos, a Todd World, no canal a cabo Discovery Kids. Mas o livro de Todd Parr que mais me emocionou acaba de sair:  “Somos um do outro – Um livro sobre adoção e famílias”. Adoção é um tema difícil e Todd faz isso com uma leveza desconcertante.

 Amar é sinônimo de compartilhar e a adoção é um ato de amor. “Você precisava de alguém para dizer ‘eu te amo’ e nós tínhamos amor para dar”.

Autor: - Categoria(s): livros Tags: , , , , ,
Voltar ao topo