Publicidade

Publicidade

30/03/2010 - 18:20

Como mudar de nome ou sobrenome

Compartilhe: Twitter

Na Folha de S. Paulo de hoje, uma professora paulistana chamada Maria Nardoni, 56 anos, falou sobre  os constrangimentos que tem passado desde que estourou o caso “Nardoni”. Embora não tenha nenhum parentesco com o assassino da própria filha, ela vive sendo olhada de lado toda vez que precisa apresentar um documento. Alguns de seus parentes já receberam até ameaças pelo telefone. Tudo por causa do sobrenome.

Fazer mudanças no nome não é uma tarefa das mais simples. Para começar,  é preciso entrar com uma ação na Justiça e provar que o nome ou o sobrenome causam algum tipo de constrangimento ou situação vexatória. Os motivos podem variar de homônimos (pessoas com nomes idênticos), erros de digitação do escrivão no momento do registro ou até mesmo nomes, digamos, excêntricos demais, como Domingão Sabatino Gomes, Japodeis da Pátria Torres ou Grande Felicidade Virgínia dos Reis. Sim, essas pessoas existem.

Para acrescentar apelidos ao nome, o processo judicial é quase o mesmo. O interessado deve  provar que tem um público bastante grande que o conhece por aquele codinome.  Foi assim com Maria da Graça, que incorporou o “Xuxa” , e com Luís Ignácio, que colocou o “Lula”.

Outro caso famoso de mudança de nome foi do médium Chico Xavier. Ele só passou a se chamar Francisco Cândido aos 56 anos. Antes disso, ele era Francisco de Paula Cândido. Ele nasceu em 2 de abril, dia de São Francisco de Paula. Daí a escola do nome. Ao deixar de ser católico, ele resolveu  desvincular seu nome do santo.

Vale lembrar que nomes com pendências não podem ser trocados. Pessoas que respondem a processos criminais ou possuem dívidas em seu nome não podem pedir alteração na certidão de registro.

Autor: - Categoria(s): Brasil, Cotidiano, Jornalismo Tags: , , , , , , ,
12/01/2010 - 19:32

Os nomes de bebês mais usados em 2009

Compartilhe: Twitter

Se você ainda não conhece nenhum Enzo, seu filho, sobrinho ou neto com certeza conhece. Enzo é um dos 10 primeiros nomes que constam na lista elaborada pelo site Baby Center Brasil, que consultou o registro de 28 mil bebês nascidos em 2009. O resultado foi uma lista dos 100 nomes mais utilizados ( Marcelo está apenas em 58º.)

lista

hthApesar de haver muitos nomes “novos” — como Derek, Bryan e Kevin —, os nomes típicos portugueses marcam presença na lista: Pedro (7º), Joaquim (55º) e João (30º), além de suas variantes (João Pedro, João Vítor, etc.); Manuel  ficou de fora.

Mas se estivéssemos em Portugal, essa lista não seria nem um pouco extensa. De acordo com o Instituto de Registros e Notariado daquele país, os nomes dos recém-nascidos “devem ser portugueses, de entre os constantes da onomástica portuguesa ou adaptados, gráfica e foneticamente, à língua portuguesa”. Assim, lá não vale Elizabeth, só Elisabete.

Para facilitar as coisas, o governo português fez uma lista dos nomes permitidos. Se eu tivesse nascido português, não teria problema nenhum: Marcelo pode.

Agora vamos conferir se  seu nome é um dos mais populares entre bebês nascidos em 2009? Em Portugal, ele é permitido? Veja as listas completas clicando aqui e aqui.

Autor: - Categoria(s): Brasil, Cotidiano, Listas Tags: , , ,
Voltar ao topo