Publicidade

Publicidade

04/12/2009 - 12:21

Futebol sem fronteiras

Compartilhe: Twitter

Se alguém ainda duvida que o mundo é uma bola, aqui está a prova definitiva. Durante 5 anos,  o fótografo Caio Vilela viajou pelos cinco continentes, registrando imagens de partidasde futebol na rua e nos mais lindos cartões-postais do planeta, como as Pirâmides do Egito e a Muralha da China.

mianm

O resultado é o livro “Futebol sem fronteiras  – Retratos da bola ao redor do mundo”.

PlanFut_estCapa4.indd

O lançamento do livro acontece amanhã,  sábado (05/12), no auditório do Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo.  Caio Vilela fará uma palestra sobre a popularidade do esporte no mundo e contará histórias dos bastidores de suas viagens.  A entrada para a palestra é gratuita. O lançamento de “Futebol sem Fronteiras” marca também a estreia da mais nova exposição do Museu do Futebol.  “Ora, Bolas!” apresenta 37 fotos de Caio Vilela e mais 14 de fotógrafos estrangeiros.  Há também uma vitrine com todas as bolas oficiais de Copas do Mundo de 1970 até 2010.

Shibam,-vale-de-Hadramout-(2)

Quem comprar o livro no lançamento ganha um ingresso para visitar o Museu.  A exposição ficará em cartaz até  14 de março de 2010. O Museu do Futebol funciona de terça a domingo, das 10h e 18h.

O Museu do Futebol fica na Praça Charles Miller. No dia 05/12, o bate-papo com Caio Vilela  será apresentado por mim, das 15h às 16h.

Autor: - Categoria(s): Esporte, livros Tags: , , , , ,
29/09/2008 - 00:09

Museu do Futebol também para cegos

Compartilhe: Twitter

O Museu do Futebol será inaugurado oficialmente no Estádio do Pacaembu hoje à noite – e abre suas portas ao público na quarta, dia 1º, com uma surpresa: um áudio-guia especialmente produzido para deficientes visuais. Serão 50 aparelhinhos disponíveis e uma trilha com piso tátil para que o cego possa fazer o passeio desacompanhado. Quem está comandando esse projeto é o músico, compositor e autor de trilhas para rádio e TV Hélio Ziskind, são-paulino de 53 anos. É dele também a locução, que dura cerca de 1 hora. “Fiz uma espécie de programa de rádio, cheio de vinhetas, sons e músicas”, conta Hélio. “Em cada sala, o deficiente terá duas faixas. A primeira descreve a sala, o ambiente e os objetos mais importantes. Quem quiser saber mais ouve a faixa 2”. Para tornar a visita ainda mais agradável, o Museu do Futebol terá fotos em relevo e algumas placas em braille. “O que mais gosto no museu é essa mistura de futebol com arte e cultura em diferentes épocas”, afirma. “Parece a cabeça da gente por dentro”. Na verdade, Hélio teve é que quebrar a cabeça para explicar com palavras a magia dos dribles. “Pedi até a ajuda de um jogador de futebol de cegos”, conta.

Placas em braille da Sala dos Números e das Curiosidades

PS: Antes e agora. Veja no arquivo do “Blog do Curioso” os posts que mostram o início das obras (6/6) e como ficou o Museu (16/9).

Autor: - Categoria(s): Cotidiano, São Paulo Tags: ,
16/09/2008 - 22:20

Faltam 12 dias para Museu do Futebol

Compartilhe: Twitter

Está confirmada a data de inauguração do Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo: 29 de setembro. O museu abrirá as portas para visitação no dia 1º de outubro. Ele não funcionará em dias de jogos no Pacaembu. O ingresso custará 6 reais. Da minha última visita para ontem, muita coisa mudou. Algumas salas estão praticamente prontas.

Fiz a visita de hoje ao lado do curador e agora diretor executivo do museu, o jornalista Leonel Kaz, torcedor do Ameriquinha. O Leonel está com cara de quem tem dormido pouco. Mas o Museu do Futebol está ficando fabuloso. As duas próximas fotos mostram o saguão de entrada de dois ângulos diferentes. As paredes estão sendo forradas com reproduções fotográficas de peças de colecionadores.

Esta sala mostra belíssimas fotos dos primórdios do futebol brasileiro, quando o estudante paulistano Charles Miller voltou da Inglaterra com bolas de futebol e um livro de regras. Tem também fotos do cotidiano do início do século XX.

Outra sala que está pronta é a das Copas do Mundo. As fotos misturam cenas de futebol e de fatos importantes de cada época. Ao todo, o visitante poderá ver cerca de 2 horas e meia de vídeos produzidos especialmente para o museu, além das narrações de famosos locutores de rádio e das fichas completas dos 148 times que já disputaram a Primeira Divisão do Campeonato Brasileio pelo menos uma vez.

>

O Museu do Futebol tem um salão para exposições temporárias. Apenas ali serão exibidos troféus, camisas, bolas históricas. O espaço será inaugurado com uma exposição da memorabilia de Pelé.
Bem, mas o melhor ficou para o final. Fiquei muito emocionado ao entrar na Sala dos Números e das Curiosidades. Foi a sala que planejei e escrevi com o amigo Celso Unzelte. O projeto visual é de Jair de Souza. Durante a visita, operários estavam colocando as 110 placas no lugar.

Já comecei a imaginar o público enchendo aqueles corredores. Ainda bem que a Praça Charles Miller é bem grande. Tenho certeza que as filas para entrar serão gigantesca.

Autor: - Categoria(s): Esporte, São Paulo Tags: ,
Voltar ao topo