Publicidade

Publicidade

20/02/2009 - 17:10

Os 80 anos de Chaves… "sem querer querendo"

Compartilhe: Twitter

Roberto Bolaños, criador e intérprete do “Chaves”,  completa 80 anos hoje. Tem muita gente que torce o nariz para o seriado, mas já vou avisando que gosto bastante. Assisto Chaves desde quando o meu filho, Rodrigo, era pequeno (ele já entrou na faculdade!)

O primeiro episódio de “El Chavo del Ocho” (traduzido no Brasil como “Chaves”) foi exibido no México no dia 20 de junho de 1971.

O comediante Roberto Gómez Bolaños Cacho nasceu no dia 21 de fevereiro de 1929 , na Cidade do México. Sua mãe era secretária e seu pai, artista plástico. Antes de se tornar ator, Bolaños foi boxeador.

Na vida real, ele é casado com a “Dona Florinda” (a atriz Florinda Meza) há 30 anos.  Antes de Roberto Bolaños, Florinda teve um relacionamento amoroso com Carlos Villagrán, o “Quico”. Alguns dizem que esse foi o motivo do rompimento de Villagrán, que deixou o programa em 1978. O personagem “Quico” apareceu pela última vez na segunda parte da famosa viagem para Acapulco.

“Chaves” começou a ser exibido no Brasil pelo SBT em 1984. Com 500 episódios produzidos e há quase 25 anos no ar, o programa ainda é sucesso de audiência.

Durante muito tempo, circularam boatos de que um acidente aéreo matara todo o elenco. Sobre esse assunto, Bolaños comentou com bom humor: “A mim já mataram umas quatro ou cinco vezes”.

Para saber mais sobre o aniversariante do dia, clique aqui.


Autor: - Categoria(s): Televisão Tags: , , , , ,
12/02/2009 - 11:59

A mulher mais siliconada da América Latina

Compartilhe: Twitter

Os blogs de celebridades vivem falando tanto de Sabrina Sabrok que até parece que todos sabem que ela é. Sabrina é conhecida pelos gulliverianos implantes de silicone (3,5 kg em cada seio) e por ter aparecido em um vídeo de sexo amador em outubro de 2008.

Tem mais: Sabrina Sabrok, modelo e apresentadora de TV argentina, ficou famosa depois de participar da edição mexicana do reality show “Big Brother VIP”, em 2002 – sua principal diversão era fazer topless. Era um atrás do outro. No início dos anos 90, Sabrina mudou-se para o México para tentar a carreira de modelo. Fez 30 cirurgias plásticas em 15 anos e é considerada hoje a mulher mais siliconada da América Latina.

Tem mais sobre ela dentro do site de “O Guia dos Curiosos”: “Sexo, celebridades e videotape”.

Você poderá ver ainda um ranking das atrizes brasileiras mais siliconadas e as “sisters” do BBB que também estufaram o peito.

Ah, e para você não perder tempo em procurar no You Tube os vídeos dela fazendo topless no programa mexicano, aqui vai:

Autor: - Categoria(s): Celebridades Tags: , , , ,
18/11/2008 - 07:37

A moça do tempo mais sexy

Compartilhe: Twitter

Cerca de 50 mil internautas escolheram a moça do tempo mais sexy da TV.  A eleição virtual reuniu 30 candidatas e a ganhadora foi a mexicana Mayte Carranco, com 18% dos votos. O que Mayte tem de especial? Ela costuma apresentar a previsão do tempo com roupas decotadas e sempre curtas. Até mesmo no inverno! Pelo visto, moças do tempo voluptuosas ou com pouca roupa são tradição no México. Duas fortes oponentes de Mayte foram justamente suas compatriotas Jackie Guerrido e Sugery Abrego. Mayte é a mais popular de todas porque também faz parte de uma banda. Canta músicas como “Soy Tu Mujer” e “Que Noche Intensa”, sempre com um top para realçar suas formas.  A audiência subiu quando ela participou também do concurso de Miss Televisa 2008, desfilando de biquini. Com moças do tempo assim tão à vontade não é à toa que faz tanto calor no México…

O “Blog do Curioso” só lamenta a falta de representantes brasileiras nessa eleição. E você?

Confira uma apresentação da campeã Mayte Carranco:

Autor: - Categoria(s): Televisão Tags: , , , , , , ,
16/09/2008 - 09:55

Mais um táxi para a minha coleção

Compartilhe: Twitter

A minha nova coleção de fotos de táxi do mundo inteiro acaba de ganhar um reforço. A jornalista Bruna Fasano, que faz os guias de O Estado de S.Paulo e do Jornal da Tarde, me enviou uma foto que ela tirou recentemente no México.

Na mensagem, a Bruna Fasano escreveu o seguinte:
“Os táxis na Cidade do México são da cor do meu time, verde, como o Palmeiras. A maioria dos táxis de lá são fuscas. Os tradicionais carrinhos da Volkswagen foram produzidos no México só até 1991 e, por isso, o estado de conservação é péssimo. Os taxistas tiram o banco do passageiro, ao lado do motorista, e amarram uma cordinha que liga a maçaneta da porta até o freio de mão. A cada parada nas esquinas da Cidade do México eles abrem a porta e gritam: “¿Necesita un taxi?”.

Comentário meu: a Bruna não se lembrou que os nossos táxis também eram assim. Fuscas sem o banco do carona e com uma cordinha para puxar a porta. Em matéria de táxis, portanto, avançamos bem mais que o México.

Autor: - Categoria(s): Cotidiano, Viagem Tags: ,
Voltar ao topo