Publicidade

Publicidade

04/12/2009 - 12:21

Futebol sem fronteiras

Compartilhe: Twitter

Se alguém ainda duvida que o mundo é uma bola, aqui está a prova definitiva. Durante 5 anos,  o fótografo Caio Vilela viajou pelos cinco continentes, registrando imagens de partidasde futebol na rua e nos mais lindos cartões-postais do planeta, como as Pirâmides do Egito e a Muralha da China.

mianm

O resultado é o livro “Futebol sem fronteiras  – Retratos da bola ao redor do mundo”.

PlanFut_estCapa4.indd

O lançamento do livro acontece amanhã,  sábado (05/12), no auditório do Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo.  Caio Vilela fará uma palestra sobre a popularidade do esporte no mundo e contará histórias dos bastidores de suas viagens.  A entrada para a palestra é gratuita. O lançamento de “Futebol sem Fronteiras” marca também a estreia da mais nova exposição do Museu do Futebol.  “Ora, Bolas!” apresenta 37 fotos de Caio Vilela e mais 14 de fotógrafos estrangeiros.  Há também uma vitrine com todas as bolas oficiais de Copas do Mundo de 1970 até 2010.

Shibam,-vale-de-Hadramout-(2)

Quem comprar o livro no lançamento ganha um ingresso para visitar o Museu.  A exposição ficará em cartaz até  14 de março de 2010. O Museu do Futebol funciona de terça a domingo, das 10h e 18h.

O Museu do Futebol fica na Praça Charles Miller. No dia 05/12, o bate-papo com Caio Vilela  será apresentado por mim, das 15h às 16h.

Autor: - Categoria(s): Esporte, livros Tags: , , , , ,
04/05/2009 - 20:09

Meus 25 anos de jornalismo

Compartilhe: Twitter

Sábado passado, dia 2 de maio, completei 25 anos de jornalismo. Na verdade, comecei um pouco antes, trabalhando como repórter de revistas técnicas (uma delas era de costura industrial) e fazendo pequenos frilas (cheguei a traduzir horóscopo para a revista Claudia). Mas fui contratado mesmo pela Editora Abril em 2 de maio de 1984 e lá fiquei por 14 anos. E é essa data que comemoro. A Rádio Bandeirantes me prestou uma bela homenagem no domingo, dia 3. Fui entrevistado pelo companheiro Paulo Galvão no quadro “Sofá Bandeirantes”. Para ouvir a entrevista, clique aqui.

Autor: - Categoria(s): Datas Comemorativas, Você é curioso Tags: , , , ,
18/04/2009 - 18:18

Um livro fechado para reforma

Compartilhe: Twitter

Nas férias de janeiro, passei um bom tempo estudando o acordo ortográfico que tivemos que engolir (sou a favor da reforma, sim, mas não desse jeito confuso e precipitado). Fiquei cheio de dúvidas e fui atrás de livros. Percebi que só havia publicações para adultos. Nada para crianças. Num final de semana nasceu a inspiração para “Um Livro Fechado para Reforma”, o primeiro infanto-juvenil a tratar da questão da reforma.

Quem cuida dessa reforma não são lexicógrafos ou linguistas. A irreverente equipe é formada por um arquiteto, uma decoradora, um mestre de obras e dois operários pra lá de atrapalhados. Eles entram na história, interrompem a leitura e fecham o livro para reforma. Confusões à parte (afinal, toda reforma tem seus imprevistos), essa equipe dá uma aula de gramática e ainda proporciona boas risadas. Dê uma conferida em duas páginas do livro!

Autor: - Categoria(s): livros Tags: , , , ,
15/11/2008 - 07:29

Camisetas: faça a sua aposta!

Compartilhe: Twitter

Quantas camisetas você acha que conseguiria vestir – sim, uma em cima da outra – para entrar no Livro dos Recordes? Quem veio com essa pergunta hoje de manhã foi o César Monteiro, colunista do “Você é Curioso?”, da Rádio Bandeirantes. Escreva um número num papelzinho, chame os amigos para fazer um bolão, desafie o seu cunhado. Encerrada as apostas? Então agora veja o vídeo. 

O americano Matt McAllister fez esse vídeo em 15 de setembro de 2006. “Engordou” 50 quilos e usou até camisetas do tamanho XXXXXXXXXXL… Depois dele, outro sujeito resolveu copiar a idéia e conseguiu vestir 237 camisetas.

Autor: - Categoria(s): Você é curioso Tags: , , , , ,
24/05/2008 - 21:11

Lembranças da Alemanha

Compartilhe: Twitter

Aproveitei o feriado prolongado para arrumar algumas coisas em casa e no escritório. Acabei revendo as minhas fotos da Copa da Alemanha, em 2006. Fiz a cobertura pela ESPN-Brasil. Foi a minha segunda Copa. Já tinha trabalhado no Mundial da França, em 1998, pela revista Placar. Na arrumação, encontrei duas fotos muito curiosas. Em Munique, havia um parque em que as torcidas se reuniam para ver os jogos num grande telão. Os organizadores pintaram um campo num barranco. Claro que ninguém jogava lá. Mas o campo-barranco virou atração turística. Já imaginou o coitado do gandula que fosse trabalhar ali?

Agora você vai entender, de uma vez por todas, o que é uma “bola dividida”…

Vou continuar remexendo as minhas fotos!

Autor: - Categoria(s): Esporte, Sem categoria Tags: , , , , , , , ,
15/05/2008 - 21:35

Curso Abril de Jornalismo

Compartilhe: Twitter

Confira a entrevista que a repórter Stella Borzilo fez comigo para o site do Curso Abril de Jornalismo. Aproveite para navegar pelo site e conhecer o curso que é uma verdadeira pós-graduação para jornalistas recém-formados:

http://cursoabril.abril.com.br:80/servico/noticia/materia_279154.shtml

Autor: - Categoria(s): Jornalismo, Sem categoria Tags: , , , ,
Voltar ao topo