Publicidade

Publicidade

08/01/2010 - 15:54

Não perca sua lupa de vista!

Compartilhe: Twitter

Queimar coisas com uma lente de aumento pode parecer coisa de criança levada. Mas, no século XVIII, o químico francês Antoine Lavoisier já usava a técnica. Lavoisier construiu uma combinação de lentes potente o suficiente para derreter ligas metálicas — usando, claro, apenas a luz solar.

2796983341_852a363163

Apesar da eficiência, a lupa gigantesca de Lavoisier não foi a maior já feita. Na vila francesa de Mont Louis, ainda na Idade Média, os moradores construíram uma lente de 12 metros de diâmetro, com o único intuito de concentrar a luz solar.

lavoisier_solar_furnace

Mas nenhuma dessas lentes conseguiu a proeza que a lente de Thomas Guthrie conseguiu. Morador da cidade norte-americana de Dubois, Thomas é um senhor comum de 84 anos. Como não enxerga bem as letras miúdas, ele costuma usar uma lupa para ler as cartas que recebe.

Que azar: ao sair de casa, ele deixou sua lente próxima a uma pilha de cartas. Com o sol a pino, a luz passou pela lupa, se concentrou, e esquentou a pilha de cartas. Numa posição que nem o Inspetor Bugiganga conseguiria reproduzir, o calor do sol pôs fogo no papel, que, por sua vez, espalhou o fogo para a casa do senhor Thomas.

Para sorte do idoso, o entregador Buddy Armstrong tocava a campainha nesse exato momento. Ao perceber o fogo, Armstrong chamou os bombeiros, que apagaram as chamas e localizaram o inusitado foco do incêncio.

Você pode conferir mais casos bizarros no site do Guia dos Curiosos.

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Cotidiano Tags: , , ,
Voltar ao topo