Publicidade

Publicidade

27/11/2009 - 22:33

Do calhambeque à kombi branca

Compartilhe: Twitter

Tudo começou no tempo da Jovem Guarda, com o calhambeque de Roberto Carlos. Agora, o mundo da música está cheio de composições automotivas: brasílias amarelas, fuscas pretos, crossfoxes e até mesmo uma kombi branca!

Na carona da neo-celebridade da Internet Stefhany, a cantora Vitória Matos resolveu provar que sua kombi branca também pode ser absoluta! Na música “Kombi Branca”,  Vitória canta as dores do amor a bordo do carro popular.  O clipe, é claro, é de baixo orçamento e conta com incríveis atuações da própria cantora e de um príncipe nada encantado.

Você nunca ouviu falar de Stefhany? A cantora do Piauí subiu em seu Crossfox e soltou a voz em uma versão em português da música “A Thousand Miles”, da cantora Vanessa Carlton. O clipe amador em que Stefhany dirigia e fazia coreografias a la Beyoncé virou hit no Youtube.

Existem mil garotas / Querendo passear comigo / Mas é por causa /Desse Calhambeque

Em 1965, Roberto Carlos descobriu que os brotos topavam andar até mesmo no seu calhambeque velho. Assim, durante as comemorações de seus 50 anos de carreira, ele dirigiu um legítimo calhambeque, um Ford azul T 1929. O tal calhambeque não era reformado desde 1978. A repaginada ficou por conta do bicampeão de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi. As únicas exigências do Rei foram a cor do carro (azul), um som potente e ar-condicionado.   Será que os brotos aprovaram?

Jeca Mineiro e Atilio Versutti são os compositores da música “Fuscão Preto”, consagrada na voz de Almir Rogério no início dos anos 80. O sucesso foi tanto que a música serviu de base para o roteiro do filme “Fuscão Preto” (1983) , no qual o cantor contracenou com a apresentadora Xuxa. Sem tirar o pé do acelerador Almir Rogério logo gravou a continuação musical  “O Motoqueiro”.

Carro Velho
Em 1998, quando ainda pulava ao lado da Banda Eva, Ivete Sangalo embalou o trios elétricos com a música “Carro Velho”. O último álbum com participação da cantora “Eva, Você e Eu” vendeu 700 mil cópias.

Os carros estão mesmo por toda parte, não é mesmo?

Autor: - Categoria(s): Baú Tags: , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo