Publicidade

Publicidade

19/09/2009 - 07:33

Os maiores micos das premiações

Compartilhe: Twitter

Pouca gente lembrará quem foram os ganhadores da premiação VMA (Video Music Awards) 2009, da MTV, mas todo mundo se recordará do rapper Kanye West interrompendo o discurso de agradecimento da loirinha Taylor Swift. “Estou feliz por você, mas a Beyoncé tem um dos melhores vídeos de todos os tempos”.

Kanye-West-grabs-the-mic--001A cantora country ficou sem palavras, Beyoncé levou um susto e a platéia veio abaixo em vaias. Até o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, resolveu se intrometer na história, deixando escapar que Kanye West “é um idiota”. A declaração foi postada no twitter de um jornalista e se espalhou pela web.

51755700Aos 19 anos, Taylor Swift faz parte da nova safra de ídolos adolescentes, que inclui também Miley Cyrus, Demi Lovato e os três irmãos do Jonas Brothers. Taylor, inclusive, chegou a namorar o irmão do meio, Joe Jonas. De acordo com ela, o namoro terminou com uma ligação de 30 segundos do músico. Relacionamentos amorosos a parte, Joe Jonas sabe bem o que é pagar mico.

taylor-swift-joe-jonas
No VMA do ano passado, ele tropeçou em uma estrutura de vidro durante a música S.O.S.. Além disso, os irmãos postaram no YouTube sua própria versão do “melhor vídeo de todos os tempos” – Single Ladies, de Beyoncé.

É a Britney, hein?!?  Em meio a um verdadeiro inferno astral, Britney Spears subiu no palco do VMA de 2007 e fez uma coreografia desajeitada, acima do peso e aparentemente alcoolizada de “Gimme More”.

Caetano Veloso perdeu as estribeiras durante o Vídeo Music Brasil de 2004. Falhas no som durante sua apresentação com o músico David Byrne motivaram o cantor a interromper o show e pedir “respeito” à “emetevê”.

Em 1992, o líder do Nirvana Kurt Cobain causou uma saia justa durante a premiação da MTV. A direção da emissora havia proibido a execução da polêmica música “Rape Me” (“Estupre-me”). Kurt subiu ao palco, tocou o primeiro verso da música, deu uma risada e emendou com “Lithium”. Um empolgado Chris Noveselic jogou o baixo pra cima, atingindo a própria cabeça. A banda ainda conseguiu arranjar briga com o vocalista do Guns N’ Roses, Axl Rose.

Três anos depois, Courtney Love, a eterna “Sra. Cobain”, interrompeu uma entrevista da Madonna , tirando a rainha do pop do sério durante a festa da MTV.

Será que o VJ da MTV leu o livro “Chega de Falar de Mim”? Lá, a jornalista Jance Dunn dá várias dicas de como driblar celebridades alteradas e malucas.

Autor: - Categoria(s): Celebridades, Música Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
23/02/2009 - 01:54

As chatices da entrega do Oscar

Compartilhe: Twitter

Estou escrevendo agora para provar que fiquei assistindo à cerimônia do Oscar na TNT até o final. Bem, preciso confessar que pensei em desistir várias vezes. Que chatice! Nada contra a cerimônia em si, que até gostei. Por exemplo: a homenagem aos musicais, com Beyoncé, Hugh Jackman, Zac Efron e Vanessa Hudgens, foi bem bacana – e já estava postada no You Tube menos de uma hora depois (com uma qualidade ruim, é verdade)

Também me emocionei com Jerry Lewis, um dos meus comediantes preferidos, e com o prêmio póstumo a Heath Ledger.  A apresentação dos prêmios de roteiro original e roteiro adaptado foi bastante criativa (Steve Martin, divertidíssimo!).  As apresentações dos prêmios para ator, atriz, ator coadjuvante e atriz coadjuvante feitas por cinco consagrados atores foram bem tocantes. Uma ideia que deve ser repetida.

Então, por que, eu escrevi que a cerimônia foi uma chatice? A quantidade de intervalos comerciais foi um abuso. Comecei a ficar com ódio (sim, esta é a palavra) dos comerciais da Volkswagen e da Havaianas. Será que o sujeito da agência não pensa que o mesmo comercial repetido 500 vezes irrita qualquer um? A partir da meia noite, nos intervalos, trocava de canal. Até os bastidores do Carnaval na Bahia, apresentados pela Carla Perez, eram melhores do que aquela tortura.

Os discursos de agradecimento deveriam mesmo ser mais curtos. Por que todos precisam agradecer a Academia? Isso já economizaria uns 15 minutos das três horas e meia (tempo suficiente para ver dois longas…) Ah, a tradução simultânea parece ser um problema insolúvel. Resolvi apertar a tecla SAP. Afinal, os trocadilhos que eu não entendia, os apresentadores também não entendiam. Então, dava na mesma.

Autor: - Categoria(s): Celebridades, Cinema Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo