Publicidade

Publicidade

Arquivo da Categoria Sexo

13/05/2009 - 16:22

A professora mais sexy do mundo

Compartilhe: Twitter

Quem não gostaria de ter aulas particulares com a professora Marina Orlova?

Fugindo do estereótipo de “loira burra”, a bela russa de 28 anos é formada em Gramática, Literatura Russa e Inglês, com especialização em Filologia. Para felicidade de muitos,  na hora de entrar em sala de aula, Marina resolveu inovar: ela lançou um canal de vídeos do Youtube – o “Hot For Words”– em que dá aulas de inglês usando muito charme e pouca roupa.

Aqui, ela dá uma explicação bastante didática do verbo “jump” (“pular”):

Fenômeno na Internet – seu canal no YouTube já ultrapassou 1 milhão de inscritos – Marina foi considerada a “Filóloga Mais Sexy do Mundo” pela revista New Yorker.

Agora, me responda: com uma professora dessas, quem é que vai querer passar de ano?

Autor: - Categoria(s): Celebridades, Sexo Tags: ,
11/05/2009 - 20:59

A edição especial das garotas de biquíni

Compartilhe: Twitter

As brasileiras costumam rir do tamanho dos maiôs usados no resto do mundo. Mas, desde 1964, beldades do mundo inteiro suam – e muito! – para chegar à capa da edição especial “Sports Illustrated Swinsuit”. Esse ano a vencedora foi a modelo israelense Bar Refaeli, atual namorada do ator Leonardo DiCaprio.

A revista antecipa tendências da moda e as modelos que conseguem chegar à capa integram uma espécie de elite do mundinho fashion. Babette Marchi foi a primeira modelo a aparecer na capa vestindo apenas trajes de banho.

A foto, feita por Jule Campbell, acabaria estabelecendo o padrão para os anos seguintes: uma garota bonita, em um local paradisíaco, vestida em trajes de banho. Aliás, muitos consideram que a “Sports Illustrated” foi essencial para a popularização do biquíni, peça criada em 1946 pelo estilista francês Louis Reárd.

A edição de 1978 tornou-se uma das mais polêmicas. A redação recebeu dezenas de cartas iradas e até pedidos de cancelamentos de assinatura. O motivo não foram as curvas da modelo brasileira Maria Jão, clicada em uma praia da Bahia.

O furor foi causado por uma foto da modelo americana Cheryl Tiegs, cujo maiô branco, molhado, ficara praticamente transparente. Você acredita nisso?

Cheryl, que já havia aparecido na capa da revista em 1970, foi novamente clicada em 1983, aos 36 anos, vestindo outro maiô branco. Bem feito!

Em 1989, a capa da edição comemorativa de 25 anos da revista foi recheada pela modelo californiana Kathy Ireland. Até hoje é a mais vendida de todas.

Supermodelos como Heidi Klum e Tyra Banks já apareceram na “Sports Illustrated Swimsuit”. Atual apresentadora do reality-show “America’s Next Supermodel”, Tyra Banks foi a primeira modelo afro-americana a ilustrar a capa da revista, em 1997.

A modelo alemã Heidi Klum, atualmente é casada com o cantor Seal e mãe de quatro filhos, não fez feio quando foi convidada a posar.

Por fim, a atriz Rebecca Romijin e a cantora Beyoncé Knowles mostraram que a capa da revista não é monopólio de modelos.

Agora, responda rápido: qual era mesmo a cor do biquíni de Bar Refaeli, a garota da capa desta edição?

Autor: - Categoria(s): Celebridades, Listas, Sexo Tags:
08/04/2009 - 16:46

As melhores cenas de striptease do cinema

Compartilhe: Twitter

O melhor vídeo da semana foi uma reportagem do programa “Access Hollywood” com Jessica Biel. A matéria traz uma espécie de making of de sua preparação para fazer o papel de uma stripper no filme “Powder Blue”, que será lançado este ano.

Striptease no cinema não é coisa tão nova assim. Rita Hayworth já marcou uma geração inteira tirando apenas uma luva em “Gilda”. O tema ganhou mais força em 1996. Atual senhora Ashton Kutcher, Demi Moore embolsou 12,5 milhões de dólares para estrelar o clássico “Striptease”. Outras atrizes também já se arriscaram em cenas sensuais nas telonas:

Acompanhadas pelas Pussycat Dolls, Cameron Diaz, Lucy Liu e Drew Barrymore castigam os marmanjos dançando uma versão pra lá de sexy do tema da “Pantera Cor-de-Rosa”

“Closer – Perto Demais” (2004), dirigido por Mike Nichols e baseado na peça de Patrick Marber, gira em torno de quatro pessoas envolvidas em tramas amorosas – Julia Roberts, Clive Owen, Natalie Portman e Jude Law. Em uma das cenas, o personagem de Clive Owen entra em um clube e pede para que Natalie Portman faça o strip mais famoso do cinema cult.

De acordo com o site IMDB, o conjunto de calcinha e sutiã usado por Jamie Lee Curtis na cena de strip para Arnold Schwarzenegger em “True Lies” (1994) não eram figurino – eram da própria atriz.

A dupla de diretores Robert Rodriguez e Quentin Tarantino adoram mostrar cenas com mulheres bem à vontade. Em “Um Drinque no Inferno” (1996), a estrela foi a atriz Salma Hayek, que não tinha preparado uma coreografia para a cena. O conselho de Robert Rodriguez foi “sentir a música”. Será que ela conseguiu?

A mesma tática foi usada para desinibir Jessica Alba em “Sin City”(2005):

Já em “Planeta Terror”(2007), a coreografia ficou por conta de Rose McGowan:

Bem, para este blogueiro não ser chamado de machista, aqui vai uma cena de striptease masculino foi mostrada com muito bom-humor no filme “Ou Tudo ou Nada” (1997):

A trilha sonora usada pelos rapazes é uma referência ao filme “9 1/2 Semanas de Amor”, com Kim Basinger e Mickey Rourke:

Quer conhecer outras músicas para striptease? Veja aqui as dicas da Diablo Cody

Autor: - Categoria(s): Cinema, Sexo Tags: , , , , , , , , , ,
05/03/2009 - 14:52

Garçons e garçonetes com pouca roupa

Compartilhe: Twitter

A notícia que me chamou a atenção hoje foi a da cafeteria norte-americana que, para espantar a crise, apostou em uma estratégia ousada: garçons e garçonetes com pouca roupa.

Localizada na cidadezinha de Vassalboro, no Estado americano do Maine, a “Grand View Topless Coffee Shop” conta com um time de 15 descamisados – 10 mulheres e 5 homens – que servem as 15 mesas completamente sem nada da cintura para cima.

As regras de convivência dentro do estabelecimento são rígidas: não são permitidas câmeras, nem contato pessoal com os funcionário e somente pagamentos em dinheiro são aceitos.  O dono do negócio, Donald Crabtree, acredita que a cafeteria deve seu sucesso à “felicidade” que ela proporciona ao público em tempos de crise.

Quem já tinha apostado em algo parecido (mas menos ousado) foi a Hooters – uma rede de restaurantes americana. As garçonetes usam shorts bem cavados e camisetas que deixam suas formas provocantes.  A primeira loja da rede foi aberta em 4 de outubro de 1983, na Flórida, e rapidamente se espalhou pelos Estados Unidos. Atualmente, há filiais em várias partes do mundo – inclusive no Brasil. 

Existem cerca de 15 mil “Garotas Hooter” espalhadas pelo mundo. O site oficial, que tem até mesmo dicas de beleza para as interessadas em se tornar uma “Garota Hooter”, deixa claro: sutiã e calcinha são itens obrigatórios no uniforme das funcionárias. Não sei nos Estados Unidos, as moças da filial paulistana usavam todas meia-calça.

Já o uniforme das garçonetes de uma rede de cafés do Chile – conhecida como “Café con Piernas” – inclui vestidos bem curtos de lycra e um providencial isqueiro para acender os cigarros da clientela, formada em sua maioria por trabalhadores masculinos interessados em um cafezinho no meio do expediente. O balcão, bem baixo, era uma estratégia do lugar. Uma filial foi inaugurada na zona Leste de São Paulo, mas não sobreviveu por muito tempo.

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Sexo Tags: , , , ,
13/02/2009 - 15:45

Músicas para fazer striptease

Compartilhe: Twitter

,

Diablo Cody ficou famosa por ter recebido um Oscar pelo roteiro original de “Juno”, em 2008. Antes conquistar Hollywood, porém, Diablo Cody podia ser encontrada em bares de striptease em Minneapolis, nos Estados Unidos.

Diablo Cody, cujo nome verdadeiro é Brook Busey, tem até uma lista de suas músicas favoritas para tirar a roupa: “Remix to Ignition” (R.Kelly), “Purple Rain” (Prince), “Honk Tonk Woman” (Rolling Stones), “Pour Some Sugar on Me” (Def  Leppard) e “Amber” (311).

Outro clássico para esse momento de sensualidade é a música “You Can Leave Your Hat On”, de Joe Cocker, do filme “9 1/2 Semanas de Amor”. Vamos dar uma espiadinha?

 

 

Para quem se interessa pelo assunto, eu recomendo o livro “Sexo para Mulheres Casadas”, da personal sex trainer Fatimah Moura, que dá o passo-a-passo para toda a operação. Mas o achado mais curioso é um CD inteirinho dedicado à arte de se desnudar.  O álbum “Strip Tease Classics” traz excelentes sugestões de músicas.

Autor: - Categoria(s): Celebridades, Sexo Tags: , , , , , , , , , ,
25/11/2008 - 15:01

Um templo dedicado ao… pinto!

Compartilhe: Twitter

O Japão é um dos lugares mais curiosos do mundo. Estive lá há 20 anos e estou morrendo de vontade de voltar. Ainda bem que o blog arrumou alguns “correspondentes” de lá.  Quem me escreve é o Alexandre Mauj Imamura Gonçalves, que já enviou curiosidades uma outra vez.  Ele foi visitar o “Tagata Jinja” – o Templo do Pinto.  O templo é dedicado tanto à felicidade conjugal quanto à fertilidade. É procurado por homens e mulheres solteiros, recém-casados e também casais que desejam ter ou tiveram filhos. É tudo muito sério. Os japoneses vão ali para rezar e agradecer. O Tagata Jinja fica na região de Komali, na província de Aichi, próximo a Nagóia. Imagens de madeira ou de concreto estão por todos os lados. Até os banquinhos têm formato de pênis.  Durante uma procissão anual, os japoneses desfilam com um andor em forma de pênis com 2 metros de comprimento. Na saída, os monges oferecem ainda os “omamoris”, amuletos em forma disso mesmo que você está pensando.  O Alexandre fez um álbum com 58 fotos do local e também editou um vídeo de 3 minutos.

Autor: - Categoria(s): Sexo Tags: , , , , , , , ,
12/05/2008 - 23:51

Um site pornô para cegos!

Compartilhe: Twitter

Mais uma superdica que o César Monteiro passou para os ouvintes do “Você é Curioso?” (sábado, das 10h às 11h30, na Rádio Bandeirantes, de São Paulo – AM 840 e FM 90.9):

Um site dirigido a cegos que oferece descrições em áudio de páginas pornôs na Internet está virando um fenômeno cult nos Estados Unidos. Chamado Porn for the Blind (Pornô para cegos, em tradução literal), o site oferece clipes sonoros que trazem descrições, gravadas por voluntários, de cenas de sexo disponíveis na Internet. Somente no mês de abril o site já recebeu mais de 150 mil visitas.

Antes de cada gravação, o locutor informa o endereço do site que está descrevendo para que os cegos possam acessar a página e então inicia a descrição das cenas de forma clara e direta com detalhes do cenário, cores, personagens e ambiente para que o usuário possa “imaginar” o que está se passando no vídeo. A maioria das gravações até agora foi feita por homens e os usuários pedem mais clipes com vozes femininas.

A equipe ainda não teve que censurar nenhuma das gravações oferecidas pelos voluntários. A intenção do Porn for the Blind é oferecer descrições das páginas pornográficas disponíveis na Internet. É um site pra lá de curioso.

http://www.pornfortheblind.org/

Autor: - Categoria(s): Sexo, Sites curiosos Tags: , , , ,
Voltar ao topo