Publicidade

Publicidade

Arquivo de abril, 2010

30/04/2010 - 22:51

Tudo que o "faz-tudo" faz

Compartilhe: Twitter

Na mitologia grega, o mito Aristeu é agricultor e criador de abelhas, além de possuir os dons da profecia e da cura. Em Belo Horizonte (MG), outro Aristeu também acumula múltiplas funções. Aristeu Carlos Dias,  de 55 anos, se apresenta como “evangélico honesto”. Aceita qualquer tipo de trabalho, inclusive o de guardar lugar em filas. Se isso não bastasse, ele também procura mulher totalmente livre e não fumante para se casar. Atenção, mulheres: o Aristeu pinta portões e desamassa panelas. É ou não é um ótimo partido! Quem enviou  o currículo do “faz tudo”  de Minas Gerais foi o Danilo Mata, de Betim (MG).

Autor: - Categoria(s): Cotidiano Tags: , , , ,
29/04/2010 - 15:36

E eu pensei que o nome do vulcão é que fosse difícil

Compartilhe: Twitter

O nome do vulcão que atravancou o sistema aéreo da Europa este mês,Eyjafjallajokull, ainda tem dado o que falar. Falar, na verdade, é força de expressão, pois o nome dele já enrolou a língua de muita gente. Mas, para quem está achando essa pronúncia difícil, tente dizer num fôlego só o nome desta cidade: Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch.

O lugar existe mesmo. Fica no País de Gales, no Reino Unido. A palavra, de 58 letras, valeu o título de cidade com nome mais comprido do mundo. Está no Guinness Book. Além disso, o nome gigante é o principal atrativo turístico do lugar, que, por razões óbvias, ganhou um apelido: Llanfair.

Traduzindo para o português, Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch significa “Igreja de Santa Maria no fundão do aveleiro branco perto de um redemoinho rápido e da Igreja de São Tisílio da gruta vermelha”.

No embalo do sucesso de Llanfair, uma estação de trem do mesmo país tentou rivalizar com a cidade. Mas Gorsafawddacha’idraigodanheddogleddollônpenrhynareurdraethceredigion não desbancou Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch. Derrotada, a estação passou a se chamar Golf Halt em 2006.

E você, tentou falar o nome da cidade e não conseguiu? Que vergonha! Essa menininha, Ellie, de 6 anos, consegue dizer o nome da cidade sem gaguejar. Tente aprender com ela:

Autor: - Categoria(s): Recorde Tags: , , , , , , ,
28/04/2010 - 18:29

Vamos dormir dentro de uma caixinha?

Compartilhe: Twitter

Quem já passou horas esperando em um aeroporto ou em uma rodoviária certamente vai bater palmas de pé para essa novidade. É a Sleepbox, invenção dos arquitetos russos Alexey Goryainov e Mikhail Krymov. Funciona da seguinte maneira: o indivíduo aluga a chave eletrônica de uma caixa de dormir por um certo tempo e desfruta de todos os benefícios que seus 3,75 m² oferecem. Entre eles estão mudança automática de lençóis, sistema de ventilação, alerta sonoro, televisão LCD incorporada, wi-fi, plataforma para computador portátil, fones recarregáveis e, óbvio, uma cama. Veja no vídeo abaixo como funciona a Sleepbox.

Autor: - Categoria(s): Invenções Tags: , , ,
27/04/2010 - 22:11

Conhece o lubrificante de cubo mágico?

Compartilhe: Twitter

Na década de 80, o cubo de Rubik, mais conhecido como cubo mágico,  se tornou uma verdadeira febre. Tanto que surgiu até um produto especial para tornar a tarefa mais rápida. Era o “Cube Lube”, um lubrificante especial para facilitar os movimentos do cubo. Quem fez  a descoberta foi o curioso Douglas Nascimento.

Hoje, apesar de o sucesso não ser mais o mesmo, ainda é possível encontrar versões do cubo por aí, com variações que vão dos eletrônicos aos modelos “chaveirinho”. Tem até uma versão virtual para o quebra-cabeças, o Siscube. O internauta escolhe o movimento e assiste seu cubo se mexer enquanto o cronômetro marca o tempo e o número de jogadas. Sem precisar de lubrificante!

Autor: - Categoria(s): Baú, Brinquedos, Invenções Tags: , , , , ,
26/04/2010 - 21:38

Letras proibidas para placas de carro

Compartilhe: Twitter

As placas com três letras e quatro números começaram a ser usadas no Brasil em fevereiro de 1990. Antes, as placas eram amarelas e tinham duas letras e quatro números. Algumas combinações de letras foram proibidas, como CUS, GAY e CKH, por serem consideradas chulas ou constrangedoras. O curioso é que todas elas seriam usadas em São Paulo. Cada Estado ficou com uma fatia do abecedário. Coube a São Paulo todas as placas entre BFA-0001 e GKI-9999. Ou seja, aqui, você jamais verá um táxi circulando com essa alegre combinação, como fotografou um brasileiro em lua-de-mel  na Argentina.

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Cotidiano, Humor, Viagem Tags: , ,
24/04/2010 - 22:47

Aquários para todas as ocasiões

Compartilhe: Twitter

Conheço muita gente que tem aquários na sala de casa. Muitas vezes ficar vendo o que se passa no aquário é mais interessante do que se vê na televisão, por exemplo. Mas você pode fugir do lugar-comum na hora de comprar um aquário para sua casa. Veja alguns bem curiosos, à venda no site Opulent Items.

O primeiro deles faz parte de uma pia e se chama o Aquarium Sink. Embora seja uma pia de verdade, não há perigo de os peixinhos escaparem pelo ralo. Custa US$ 4.600 (R$ 8.110,00).

O Labyrinth Aquarium é uma mesa com labirinto para peixes. As dimensões da peça não são das mais discretas. O preço é de US$ 6.500 (R$ 11.464,00).

Outra opção é a Coffee Table Aquarium, que você pode combinar com a End Table Aquarium. Em outras palavras, é a velha dupla mesinha de centro com mesinha de canto. Só que com peixes. O conjunto sai por US$ 950 (R$ 1.675,00).

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Invenções Tags: , , , , , ,
23/04/2010 - 22:15

Muito cuidado com o seu "cofrinho"!

Compartilhe: Twitter

O título não faz nenhuma referência àqueles cofrinhos em forma de porco.  Estou escrevendo sobre ouuuuuutro tipo de “cofrinho”. “Se você vai mostrá-los, certifique-se de que vale a pena vê-los”. É assim que a estilista americana Kimberly Brewer se refere àquela parte que fica à mostra quando alguém se senta usando uma calça muito baixa. É algo mesmo muito feio.

Para fazer “valer a pena”, Kimberlily desenvolveu um adesivo anti-cofrinhos, o “Backtacular Gluteal Cleft Shield”. São feitos de jeans e decorados com cristais. O preço é de US$ 14,99 por par (R$ 26). Vale a pena gastar esse dinheiro para, digamos, deixar o  cofrinho com mais  estilo?

A consultora de moda Bia Kawasaki explica: “O cofrinho não pode aparecer de forma nenhuma! Mas também acho cafona deixar à mostra  um pedaço da lingerie, do elástico da cueca ou até adesivos assim. O melhor mesmo é trabalhar a modelagem dessas calças”. Segundo Bia,  “o correto seria  mesmo corrigir a calça baixa. A calça mais alta veio com muita força no inverno. A cintura vem subindo cada vez mais, ainda bem”.

Para as mulheres que não abrem mão da cintura baixa, o adesivo pode ser uma solução. Se fica bonito ou não, depende do ponto de vista…

Autor: - Categoria(s): Invenções, moda Tags: , , , , ,
22/04/2010 - 19:08

Os ETs estão entre nós? Você é um deles?

Compartilhe: Twitter

Você acredita que nós não estamos sozinhos no Universo? Então saiba que você não é o único a pensar assim. Uma pesquisa revela que 20% da população mundial  acredita na existência de seres extraterrestres. E mais: eles vivem disfarçados entre os humanos.

A pesquisa foi feita pela Ipsos. Foram entrevistadas cerca de 23 mil pessoas adultas em 22 países. O primeiro colocado no ranking é a Índia –  45% dos entrevistados acredita em vida alienígena. . Em segundo lugar ficou a China, com 42%. O Brasil terminou  na 6ª posição, empatado com os Estados Unidos, com  24%. Os mais céticos foram holandeses, suecos e belgas, com  8%.

Coisa de maluco? Nem para todos. O ex-beatle John Lennon, por exemplo, era fascinado pelo assunto. Em agosto de 1974, ele garantiu que viu um óvni da varanda de seu apartamento, em Nova York. O episódio deu o que falar e o que cantar, pois o músico compôs até a canção “Nobody Told Me”, que diz: “There’s UFOs over New York, and I ain’t too surprised” (Há óvnis em cima de Nova York, e eu não estou surpreso). Além de Lennon, o ex-presidente americano Jimmy Carter e o astrônomo Clyde Tombaugh também afirmaram terem visto discos voadores pelo céu.

No Brasil, Chico Buarque e Maria Bethânia afirmam já terem visto objetos voadores não-identificados. Gilberto Gil e Gal Costa, por sua vez, contam que tiveram até contato com alienígenas. Já Elba Ramalho relatou uma história ainda mais impressionante em 2001. Segundo a cantora, extraterrestres lhe implantaram um microchip, retirado mais tarde por “seres celestiais ultra-supra-luminosos”. No mesmo ano, a atriz Suzana Alves, a “Tiazinha”, declarou que tinha visto um disco voador num programa de TV. Ela havia até gravado o objeto luminoso.  No entanto, descobriu-se mais tarde, o tal disco voador era apenas um dirigível que fazia propaganda da Goodyear.

Esse tema sempre  gera muita polêmica. O engraçado é que, se os 20% estiverem certos, alguns alienígenas disfarçados de humanos devem estar lendo esse mesmo post agora. Ei, por falar nisso, você é um deles?

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Celebridades, Cotidiano Tags: , , , , , ,
20/04/2010 - 22:36

Faça o teste: de que países são estas bandeiras?

Compartilhe: Twitter

No ano passado, o Festival Internacional de Comida de Sydney, na Austrália, contou com uma campanha de divulgação bem criativa. A ideia era unir dois símbolos da identidade de cada país, a bandeira nacional e as comidas típicas. A criação é de Miles Jeffreys e Tammy Keegan, da agência de publicidade australiana Whybin TBWA. A dica veio do jornalista José Eduardo Camargo. Veja o resultado:

(Passe o mouse sobre a imagem para ver o nome do país)

Autor: - Categoria(s): Comes e bebes, Propaganda Tags: , , , , , , , ,
19/04/2010 - 18:16

Restaurante Lingerie: para comer com os olhos!

Compartilhe: Twitter

Os portugueses estão mesmo bem saidinhos! Depois de apreciar pratos afrodisíacos servidos por garçons semi-nus ou garçonetes de lingerie, o público ainda pode conferir shows de strip-tease ou table dance (dançarina faz gestos de sedução onde até há pouco você comia a sua sobremesa). Assim é o Restaurante Lingerie, que completará 7 anos na próxima quinta-feira. Nada a ver com casas masculinas que se proliferam ao redor do mundo. O Restaurante Lingerie recebe, de terça a sábado, casais e pequenos grupos mistos.

Portugal tem 131 habitantes por restaurante, número três vezes maior que a média europeia. E, mesmo com tantas opções, o Lingerie serviu 38.512 jantares em 2009. Vale ressaltar que, até o ano passado, ainda eram três unidades – Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia e Albufeira. Uma quarta acaba de abrir suas portas em Viseu.

Além do serviço, os pratos também são temáticos. Têm ingredientes afrodisíacos e nomes sugestivos, como “Arrepio na Espinha”, “Orgia de Carnes”. “Viúva Insaciável”, “69 Italiano” e “O que tu queres… sei eu!”. O preço da refeição ronda os 35 € (cerca de R$ 85). Há também espaço para comemorações, como a já consagrada “Festa do Divórcio”.

Luis de Almeida, idealizador e diretor geral do grupo Lingerie, conversou com a repórter Karina Trevizan, do Blog do Curioso, diretamente de Portugal:

Quais foram as cenas mais curiosas que você testemunhou ao longo desses 7 anos?
As cenas mais curiosas acontecem nas festas de bodas de prata… Imagine um casal que celebra 25 anos juntos e convida os amigos e familiares para jantar num restaurante erótico. É muito giro (engraçado)! Outra cena bem interessante que presenciei foi no Dias dos Namorados. Um casal gay foi ao Lingerie para jantar e todos bateram palmas por eles se assumirem em público. Isso, para Portugal, é muito novo. Mas o que me marca diariamente são as expressões no rosto das pessoas. Ver as reações que elas vão tendo durante as várias fases do jantar é fantástico.

“Brincamos com o erotismo, mas não temos nada a ver prostituição” - Luis de Almeida

São expressões de aprovação ou de estranhamento?
Ah, são expressões de surpresa e satisfação. As pessoas adoram…

Como surgiu a ideia do Restaurante Lingerie?
Passeando pela Austrália, visitei um restaurante destinado a homens chamado “Gentleman Club”. Quando voltei para Portugal, adaptei o que vi à realidade europeia e criei este conceito para um público misto. É importante observar que brincamos com o erotismo, mas não temos nada a ver prostituição.

Os portugueses aceitaram logo um projeto tão ousado?
A mentalidade portuguesa é muito conservadora, e não foi fácil iniciar um projeto como esse aqui. Mas hoje me sinto feliz, pois as pessoas já distinguem o erotismo da pornografia e da prostituição.

O restaurante é mais frequentado por homens ou mulheres?
Calculo que 70% dos clientes são mulheres.

Então, se a maioria é feminina, o número de garçons sem roupa é maior que o de garçonetes com lingeries?
A reserva de mesa é obrigatória. Então, ajustamos o número de empregados de mesa conforme as reservas. Se temos muitas mulheres, aumenta o número de garçons, e vice-versa.

O show é feito pelas mesmas pessoas que servem as mesas?
Não. Temos uma equipe de animadores. Não funciona ter o pessoal de mesa fazendo shows. Isso chegou a acontecer no início, mas a qualidade de serviço de mesa era prejudicada… Não dá para misturar.

Há algum outro tipo de treinamento especial?
Claro. Temos até aulas de pole dance para os funcionários. Além disso, damos atenção especial à forma de abordar os clientes. Faz parte do show o dançarino ir às mesas e “provocar” os clientes com movimentos eróticos. No caso dos casais, o stripper pede sempre a aprovação do parceiro ou da parceira antes de iniciar a provocação. Isso de uma forma muito sutil. Não queremos criar qualquer desconforto.

Todos os pratos do Restaurante Lingerie são afrodisíacos?
Sim… Utilizamos alguns ingredientes afrodisíacos, como canela, gengibre e chocolate. Quem cria os nomes sou eu. Dois que fazem muito sucesso são o “Grelo da Maria”, de bacalhau com broa, e o “Minete Guloso”, de porco preto em vinho tinto.

Quando é que o Restaurante Lingerie vai chegar ao Brasil?

Devemos abrir mais algumas casas em Portugal. Leiria e Lisboa são os próximos pontos de interesse. Também é nosso objetivo chegar ao Brasil. São Paulo seria a escolhida para começar. No ano passado, visitei a cidade e cheguei à conclusão que, para entrar no Brasil, preciso de um parceiro de negócio que possa apoiar a implementação. Afinal, acredito muito no ditado português “patrão fora, feriado na loja”. Preciso de alguém de extrema confiança e competência para manter a vertente erótica, e não se deixar levar pelo dinheiro fácil proveniente da prostituição. Mas, logo que encontrarmos a pessoa certa, abriremos de imediato. Tenho um carinho especial pelo Brasil, pois é a terra natal de meu avô.

Autor: - Categoria(s): Comes e bebes, Sexo, Viagem Tags: , , , , ,
Voltar ao topo