Publicidade

Publicidade
09/10/2009 - 11:19

No princípio, era o Lego

Compartilhe: Twitter

gn02_25

Em Sintra, Portugal, o Museu dos Brinquedos está fazendo uma grande exposição sobre o Lego. Fiquei sabendo de uma histórioa muito boa. O “Reverendo” Brendan Powell Smith encontrou uma maneira bem criativa de espalhar a mensagem de Jesus- ou ao menos a sua versão dela – pelo mundo. Ele montou e fotografou centenas de cenas da Bíblia usando pecinhas de Lego como ferramenta principal.

mt26_20

Criada em 1932 pelo carpinteiro dinamarquês Ole Kirk Christiansen, a companhia Lego já vendeu 400 bilhões de pecinhas no mundo todo. Seus primeiros “bonequinhos”  foram lançados em 1978. (Você encontra mais sobre invenções aqui)

Filho de um pastor protestante, Brendan considera-se um ateu “fascinado” pelo estudo da religião. Seu projeto começou em 2001, quando ele tinha 30 anos, um diploma de Filosofia e Teologia e ganhava a vida desenvolvendo sites na Internet.  Apesar de controverso, o “The Brick Testament” (“O Testamento de Pecinhas”) já saiu do mundo online e virou livro destinado para o público infantil.

Autor: - Categoria(s): Brinquedos Tags: , , , , ,

Ver todas as notas

1 comentário para “No princípio, era o Lego”

  1. Fernandes disse:

    O povo lá não gosta de padres … Basta olhar os grandes escritores portugueses de Eça de Queirós a José Saramago …

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo