Publicidade

Publicidade

Arquivo de fevereiro, 2009

28/02/2009 - 16:21

As fenomenais garotas do Pop's Drinks

Compartilhe: Twitter

Ronaldo é mesmo um fenômeno de marketing. O inferninho visitado por ele e pela diretoria corintiana em Presidente Prudente (SP) ficou da noite para o dia mais famoso que a Casa da Eny, bordel que já foi até tema de um livro muito bom do jornalista Lucius de Mello. O Pop’s Drinks tem um site, que não é atualizado há bastante tempo. Também eles não esperavam tamanha notoriedade de uma hora para outra! A agenda exibe alguns shows programados para 2004 e 2005. No mapa do site, o nome do ex-presidente que dá nome à avenida da boate é grafado como Jucelino Kubitsh (sic!). Esqueça o português. O forte da Pop’s parece ser o show de pole dance ( a dança do poste). É o que mais se vê nas fotos de sete garotas bem desinibidas que aparecem no site (impróprio para menores de 18 anos): Brenda, Cris, Gabi, Graziela, Renata, Sabrina e Vivian. Quem está interessado em saber quando Ronaldo irá estrear no Corinthians? A pergunta agora é: com qual delas o Fenômeno tentou entrar de volta ao hotel às 5h30 da manhã?

Autor: - Categoria(s): Celebridades, Esporte, sites Tags: , , , , , ,
27/02/2009 - 21:52

De Neil Diamond para The Monkees

Compartilhe: Twitter

Amanhã, sábado, tem o Você é Curioso? na Rádio Bandeirantes. Com uma grande novidade: o programa acaba de ganhar mais meia hora. Agora você terá que nos aguentar das 10 ao meio-dia! A responsabilidade é grande. Por isso, criamos vários quadros novos, como “Blogueiros” e “Vida Prática”. Outra novidade é o “Lado A e o Lado B” – a mesma música cantada por dois artistas diferentes. Para a estréia, escolhemos “I’m a Believer”, lançada em 1966 e que voltou às paradas por causa do filme “Shrek”. Vamos mostrar uma versão com Neil Diamond, autor da música, e outra com o grupo The Monkees, que celebrizou a música  na década de 60.

Você ainda vai conferir a “Degustação Curiosa”, quadro de maior sucesso. O que eu vou levar para a Silvania Alves provar amanhã? Encontrei no bairro da Liberdade uma garrafinha de suco de Aloe Vera (também conhecida como babosa) com sabor de banana. Será que dá para engolir?

Autor: - Categoria(s): Música, Você é curioso Tags: , , , , , ,
27/02/2009 - 13:26

O engorda-emagrece-engorda

Compartilhe: Twitter

A melhor notícia de hoje é do professor australiano que resolveu engordar 40 quilos para depois mostrar a seus alunos que emagrecer não é tão difícil assim. O cara era todo musculoso e agora está com uma barriga indecente. Mas o que ele resolveu fazer já foi feito várias vezes por artistas, que precisam emagrecer ou engordar, tudo em nome de seus personagens:

Adrien Brody
O ator perdeu 30 quilos para viver o instrumentista judeu de “O Pianista” (2002), dirigido por Roman Polanski. O esforço valeu a pena: Brody ganhou um Oscar pelo papel.

Camila Morgado
Para viver Olga Benario, esposa do militante Luiz Carlos Prestes, Camila teve que perder ao longo das filmagens 7 quilos. A dieta dos pontos lhe ajudou na empreitada, que, segundo ela, foi mais difícil que raspar os cabelos.

Charlize Theron


A ganhadora do Oscar engordou 15 quilos para interpretar a serial killer do filme “Monster” (2003). Além disso, ela remodelou o rosto com silicone.

Christian Bale
Para fazer “O Operário” (2004), Christian precisou emagrecer 28 quilos. Seu personagem no filme tem a saúde deteriorada porque sofre de insônia

Daniel Oliveira
O ator perdeu 15 quilos para viver Cazuza no longa “Cazuza – O Tempo Não Pára” (2004). O cantor morreu aos 32 anos por conseqüência da Aids.

Deborah Secco
A atriz deu duro para alcançar os 51 quilos exigidos pela personagem Darlene, da novela Celebridade. Cortou doces e baixou um decreto em casa: nenhum empregado podia lhe oferecer comida se ela acordasse acima do peso.

Fernada Souza
A atriz engordou 7 quilos para viver a “fofinha” rejeitada da novela “O Profeta”. Como não foi suficiente, ela ainda teve que usar enchimentos.

Kate Beckinsale
O papel de Ava Gardner em “O Aviador”  (2004), de Martin Scorsese, obrigou a atriz a engordar 9 quilos.

Renée Zellweger


Para viver a protagonista de “O Diário de Bridget Jones” (2001), a atriz engordou 10 quilos. Depois, perdeu tudo. Big Mac com batatas, milk-shake e donuts com pasta de amendoim garantiram que ela ganhasse os 14 quilos necessários para viver novamente a personagem na seqüência de O Diário de Bridget Jones. O cachê de 15 milhões de libras compensou o sacrifício. Além disso, a empresa de produtos Vigilantes do Peso ofereceu 32 milhões de dólares para transformá-la em sua garota propaganda e mais 300 mil extra por cada quilo perdido.

Robert De Niro


Em “Touro Indomável”(1980), De Niro aparece 20 quilos acima de seu peso usual. Ele faz o papel do boxeador Jake La Motta, cuja vida é narrada na história. O ator ganhou um Oscar pelo longa.

Rodrigo Santoro
O ator perdeu 10 quilos em 2005 para participar da minissérie Hoje é Dia de Maria 2. Seu personagem passa fome na história.

Tom Hanks


O ator norte-americano começou as filmagens de Naúfrago”(2000) com 90 quilos. Terminou com 70. A mudança de peso é justificável: na história, ele interpreta um sujeito que sofre um acidente de avião e passa anos isolado em uma ilha deserta.

Autor: - Categoria(s): Celebridades, Cotidiano Tags: ,
26/02/2009 - 08:21

Mug, o boneco da sorte de Wilson Simonal

Compartilhe: Twitter

Wilson Simonal faleceu em 2000. Se estivesse vivo, ele completaria hoje 70 anos. Sou amigo do talentoso Simoninha, filho do Simonal. Mas nunca contei a ele uma passagem de minha infância que tem muito a ver com o pai dele. Simonal foi o maior garoto-propaganda do “Mug da Sorte”, um boneco que ganhou fama de ser o talismã nos anos 60. Ele nasceu em 1966 como mascote de uma marca de roupa também chamada Mug e uma grande campanha publicitária anunciava que ele tinha sido o responsável pelo sucesso de muita gente importante, como Chico Buarque e Maurício de Sousa. Simonal também fazia parte desse time. Mug até ganhou um samba, composto por ele e por José Guimarães. Mug era um bicho bem esquisito. Era todo preto, tinha cabelo vermelho e usava uma roupa xadrez. Havia um modelo grande e um outro menorzinho, habitualmente pendurado no espelho retrovisor dos automóveis “para proteger os motoristas”. Meu pai tinha um desses pequenos. Mas não ficava no carro. Ficava bem na frente da escrivaninha dele. Como ele deixava a porta da escrivaninha aberta, eu dava de cara com o tal Mug todos os dias. E isso durante anos! Sempre quis o Mug para mim. Não tinha jeito. O boneco era tratado como relíquia por ele. Guardava dentro de um saquinho plástico para não pegar pó. Bem, eu me casei, saí de casa e me esqueci do tal Mug. Ontem, quando lembrei do bonequinho, liguei para meu pai e pedi o Mug emprestado para fazer uma foto. Ele disse que, um belo dia, o boneco desapareceu e nunca mais deu as caras por lá. Fiquei arrasado com a notícia (mesmo sabendo que, depois de algum tempo, o Mug ganhou a fama de pé-frio, um dos motivos de seu sumiço do mercado).

Há algum tempo, o jornalista Flávio Gomes fez um apelo na internet para conseguir um.  Não sei se conseguiu. A paixão do Flavinho pelo Mug é tão grande que muitas das informações que transcrevi aí em cima são dele. Bem, agora é a minha vez. Também quero um “Mug da Sorte”. Dou em troca um exemplar de “O Guia dos Curiosos” autografado. Será que alguém tem dois aí?

Autor: - Categoria(s): Baú, Celebridades, Música Tags: , , , , , , ,
23/02/2009 - 10:06

Um karaokê para surdos

Compartilhe: Twitter

Como não sou muito chegado a desfiles de Escola de Samba, estou aproveitando o feriado de Carnaval para me divertir com o  You Tube.  A brincadeira é jogar temas absurdos para ver o que aparece. Você já imaginou um “karaokê para surdos”? A piada foi feita pela primeira vez em The Secret Policeman’s Ball, no mês de outubro de 2006, em Londres. O The Secret Policeman’s Ball é um show de música e comédia criado em benefício à organização Anistia Internacional no ano de 1976. Ele só recebeu esse nome em 1979 e não tem uma regularidade muito certa. O último foi realizado no ano passado. O espetáculo de 2006 teve quatro horas de duração e um compacto de 70 minutos foi apresentado pelo Channel Four, da Inglaterra. Há também um DVD. No karaokê para surdos, o comediante Johan Lippowitz legenda a música “Torn”. Como está cantando ao vivo, Natalie Imbruglia ameaça cair na risada algumas vezes.

Autor: - Categoria(s): Humor, Música Tags: , , , , , ,
23/02/2009 - 01:54

As chatices da entrega do Oscar

Compartilhe: Twitter

Estou escrevendo agora para provar que fiquei assistindo à cerimônia do Oscar na TNT até o final. Bem, preciso confessar que pensei em desistir várias vezes. Que chatice! Nada contra a cerimônia em si, que até gostei. Por exemplo: a homenagem aos musicais, com Beyoncé, Hugh Jackman, Zac Efron e Vanessa Hudgens, foi bem bacana – e já estava postada no You Tube menos de uma hora depois (com uma qualidade ruim, é verdade)

Também me emocionei com Jerry Lewis, um dos meus comediantes preferidos, e com o prêmio póstumo a Heath Ledger.  A apresentação dos prêmios de roteiro original e roteiro adaptado foi bastante criativa (Steve Martin, divertidíssimo!).  As apresentações dos prêmios para ator, atriz, ator coadjuvante e atriz coadjuvante feitas por cinco consagrados atores foram bem tocantes. Uma ideia que deve ser repetida.

Então, por que, eu escrevi que a cerimônia foi uma chatice? A quantidade de intervalos comerciais foi um abuso. Comecei a ficar com ódio (sim, esta é a palavra) dos comerciais da Volkswagen e da Havaianas. Será que o sujeito da agência não pensa que o mesmo comercial repetido 500 vezes irrita qualquer um? A partir da meia noite, nos intervalos, trocava de canal. Até os bastidores do Carnaval na Bahia, apresentados pela Carla Perez, eram melhores do que aquela tortura.

Os discursos de agradecimento deveriam mesmo ser mais curtos. Por que todos precisam agradecer a Academia? Isso já economizaria uns 15 minutos das três horas e meia (tempo suficiente para ver dois longas…) Ah, a tradução simultânea parece ser um problema insolúvel. Resolvi apertar a tecla SAP. Afinal, os trocadilhos que eu não entendia, os apresentadores também não entendiam. Então, dava na mesma.

Autor: - Categoria(s): Celebridades, Cinema Tags: , , , , , , ,
22/02/2009 - 13:46

O K-9 não é o K-2

Compartilhe: Twitter

Na transmissão de Guaratinguetá x Corinthians, ontem à tarde, a Rede Globo mostrou também lances de Portuguesa x Palmeiras. Depois do segundo gol de Keirrison, o excelente narrador Luiz Roberto tentou explicar a origem do apelido “K-9”, dado ao goleador palmeirense. Falou que Keirrison assumiu a alcunha quando soube se tratar do segundo pico mais alto do mundo. Não é. O nome do monte que perde apenas para o Everest é o K-2. Ele tem 8611 metros, fica na fronteira da China com o Paquistão e é considerado o mais difícil de ser escalado. Foi tema de um filme de aventura, em 1991.

K-9 era o apelido dos cães-robôs criados para uma série de TV chamada “Doctor Who” (1977). A sigla é apenas um trocadilho: K-nine = canine (canino). O nome batizou também um filme de 1989, estrelado por James Belushi. 

Também não acho que isso afetaria a escolha de Keirrison. Só sei que “K-9” soa muito bem para um goleador, como era o “R-9” usado por Ronaldo.

Autor: - Categoria(s): Esporte, Televisão Tags: , , , , , , ,
22/02/2009 - 13:01

A história dos símbolos dos estúdios de Hollywood

Compartilhe: Twitter

Hoje é noite de entrega do Oscar.  Como amanhã é feriado, vou poder assistir à cerimônia inteira. Das outras vezes, tendo que trabalhar no dia seguinte, só conseguia ver aquelas primeiras categorias que não rendem assunto. Aproveito a ocasião para contar a história dos símbolos dos grandes estúdios de Hollywood.

DreamWorks

A DreamWorks surgiu em 1994, criada por Steven Spielberg, Jeffrey Katzenberg e David Geffen.  Inicialmente, Spielberg pensou na imagem de um homem adulto pescando na Lua – uma imagem arrojada, gerada por computação gráfica. No entanto, um funcionário de Spielberg sugeriu um logotipo pintado à mão e recomendou o amigo Robert Hunt para fazer o trabalho.

Robert não só pintou o logo alternativo como usou a silhueta de seu filho, William. E é ele que pode ser visto nas telonas, pescando na lua.

Aliás, a sigla “SKG” – localizada abaixo do nome “DreamWorks” – é formada pelas iniciais dos fundadores da companhia – Spielberg, Katzenbgerg e Geffen.

MGM

Quem é o leão que aparece rugindo antes dos filmes da Metro-Goldwyn-Mayer?

O nome dele é “Leo” e foi interpretado por 5 leões desde a sua estréia, em 1924. O primeiro se chamava Slats – e não rugia. Slats fez a abertura dos filmes da MGM na época do cinema mudo, entre 1924 e 1928.

O primeiro rugido foi dado por Jackie, em 1928. Apesar de os filmes ainda não possuírem som, um funcionário do cinema ficava responsável por tocar a gravação do rugido assim que o logo aparecesse na tela. Tanner foi o terceiro leão, sucedido por um animal anônimo.

Desde 1957, é a imagem de um leão batizado de Leo que aparece nas aberturas da MGM. O leão aparece rugindo dentro de um arco, onde pode ser lida a inscrição em latim “Ars Gratia Artis” (“A arte pela arte”).

20th Century Fox

O desenho do nome das duas companhias – a 20th Century e a Fox – cercado por holofotes foi criado pelo artista Emil Kosa Jr. Além de criar o logotipo, Emil fez o desenho da Estátua da Liberdade em ruínas que aparece no final do filme (ops!) “Planeta dos Macacos”(1968). O artista também ganhou o Oscar de Efeitos Especiais pela superprodução “Cleópatra” (1964).

A saber: a trilha sonora tocada junto com o logotipo foi composta por Alfred Newman, diretor
musical da United Artists na época.

Paramount

A montanha da Paramount é o logo mais antigo ainda mostrado nas telas de cinema. A  “Montanha
Majestosa” existe desde 1914 e foi esboçada por W.W. Hodkinson, presidente e membro fundador da
Paramount Pictures.

A montanha original foi inspirada pela montanha de Ben Lomond, localizada no estado de Utah.

Mais tarde, a arte original foi substituída por outro desenho, inspirado pelo pico Artesonraju, localizado na Cordilheira dos Andes, no Peru.

O logotipo original era cercado por 24 estrelas – simbolizando as 24 estrelas de cinema contratadas pela companhia na época. O número depois foi reduzido para 22 estrelas.

Warner Bros.

A Warner Bros. foi criada em 1923 por quatro irmãos, imigrantes judeus da Polônia, determinados a
fazer fortuna na América. O logotipo original mostrava um escudo com as iniciais “WB” (“Warner
Brothers” ou “Irmãos Warner”) abaixo de uma foto do estúdio na época.

A foto foi removida e as iniciais “WB” ganharam mais espaço dentro do escudo nos anos 30. Quando os
filmes tornaram-se coloridos, o logotipo foi pintado com um tom de sépia. O escudo foi modificado diversas vezes e a versão atualmente exibida é a 11ª.

Columbia Pictures

“Columbia” é um neologismo inglês, originado do nome do descobridor da América Cristóvão Colombo e é um conhecido símbolo feminino dos Estados Unidos da América.

Criada em 1924, a musa inspiradora  da primeira “Dama da Columbia” é desconhecida – na arte original, ela aparecia com uma bandeira dos EUA , substituída em 1949 por um manto neutro.

A atriz Jane Bartholomew declarou que seu rosto serviu de inspiração para a imagem. Outra queclamou o posto foi a atriz Amelia Bacheler. Nas décadas de 70 e 80, a “Dama da Colúmbia” foi substituída por uma versão estilizada e minimalista.


A imagem atual foi redesenhada em 1993 por Michael J. Deas. A modelo de Deas foi a dona-de-casa Jenny
Joseph, cujo rosto foi redesenhado por meio de computação gráfica.

02 Filmes

Aqui no Brasil, a 02 Filmes – fundada por Fernando Meirelles, Paulo Morelli e Andrea Barata Ribeiro -,   responsável por produções como “Cidade de Deus”(2002) e “Contra Todos”(2004) – teve seu logotipo criado pelo designer gráfico Cássio Leitão.

Cássio Leitão criou o logotipo em 1991, a partir dos significados nome da produtora: “02” tanto pode significar “Oxigênio” quanto “Olhar 2”, uma alusão a antiga produtora de televisão “Olhar Eletrônico”, fundada por Meirelles e Paulo Morelli nos anos 80.

De acordo com o pessoal da 02, a escolha do logotipo atual também passou pela idéia de otimismo que ela passa, ao associar o nome com uma imagem de uma pessoa sorrindo.

Autor: - Categoria(s): Cinema Tags: , , , , , , , , , ,
21/02/2009 - 10:19

Chocolates com aroma de vinho

Compartilhe: Twitter

Prometi e cumpro. Sempre que tivermos a “Degustação Curiosa” no programa Você é Curioso?, vou publicar aqui a foto dos produtos. Encontrei num supermercado aqui de Sâo Paulo dois chocolates da marca Barion. Um é de chocolate ao leite e aroma de vinho do porto e o outro, de chocolate amargo e aroma de vinho Malbec.

Autor: - Categoria(s): Comes e bebes, Você é curioso Tags: , ,
21/02/2009 - 08:46

O dente do siso e a cama de hambúrguer

Compartilhe: Twitter

Aproveitei o feriado de Carnaval para extrair ontem mais um terceiro molar (o popular “dente do siso”). Foi o segundo que tirei. Ainda restam os dois de cima. Ontem a coisa foi difícil. Uma hora e meia para o dente sair. Estou com o rosto completamente inchado. Por recomendação do dentista, terei que passar 48 horas só comendo sopa coada, sorvete, sucos e iogurte. Não é à toa que o meu estômago está roncando. Sopinha coada é demais! Claro que esta noite sonhei com comida. Por falar em sonhar com comida, o que será que acontece com o sujeito que compra uma destas “cama-hambúrguer”? Será que ele também sonha com comida ou com um sal de frutas?

A artista Kayla Kromer projetou a “cama de hambúrguer”, feita por ela mesma, à mão. Existe até mesmo uma comunidade no Facebook para os fãs da invenção.

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Comes e bebes, Cotidiano, Humor Tags: , , , ,
Voltar ao topo