Publicidade

Publicidade

Arquivo de agosto, 2008

26/08/2008 - 21:57

Dinossauros no Velho Oeste?

Compartilhe: Twitter

O blog está descansando um pouco, mas o TV Curioso não pára. O programa número 42 está cheio de atrações muito divertidas. Os destaques são: a entrevista com o comentarista de futebol americano que cria tartarugas, os robôs que lutam sumô e a incrível história dos dinossauros que estrelaram um filme de faroeste. Vai perder?

Para ver ou rever os programas anteriores, clique aqui:

http://www.youtube.com/results?search_query=tv+curioso&search_type=&search=Search

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
25/08/2008 - 08:22

Uma pequena pausa

Compartilhe: Twitter

A Olimpíada chegou ao final. Foi a minha quarta. Estive também em Seul (1988), Atlanta (1996) e Atenas (2004). Pequim foi a mais bonita das quatro. Os chineses encantaram a todos. Por isso, nesse último post de Pequim, gostaria de agradecer a todos que me acompanharam nas três últimas semanas. Agradeço todas as palavras de incentivo, as broncas, as sugestões e também os comentários. Infelizmente, como o trabalho era muito, não foi possível responder a quase ninguém. Também fiquei devendo visitas a vários blogs (todas serão feitas). Antes de ir embora, a solução para aquela estranha placa com um “foguinho” em cima do carro. Acertou para quem apostou em “Proibido ligar a sirene”. Agora é hora de arrumar as malas e voltar para casa. Mais uma vez, convido você a assistir às reportagens que fiz para a ESPN-Brasil aqui em Pequim. Os links são:

www.espn.com.br/pequimdeaaz

www.espn.com.br/marceloduarte

Se você não acompanhou o blog desde o início da Olimpíada, aproveite para ler todas as curiosidades que encontrei em Pequim. Tirarei agora dez dias de férias. Volto a escrever no comecinho de setembro depois de uma pequena pausa. Até lá!

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
25/08/2008 - 07:30

Tempo para um passeio

Compartilhe: Twitter

A idéia do blog não era falar de pontos turísticos de Pequim. A Muralha, a Cidade Proibida, a Praça da Paz Celestial… Os guias turísticos já fazem isso muito bem. Só vou falar de um lugar muito charmoso que conheci em Pequim e que nem sempre figura entre os melhores pontos da Cidade. É o Distrito 798 de Arte. O lugar é enorme (prepare-se para andar bastante) e funciona nas antigas instalações de uma fábrica de produtos eletrônicos, construída na década de 50 pela União Soviética e pela Alemanha Oriental. Em 2002, artistas chineses começaram a alugar os espaços abandonados e hoje o Distrito 798 abriga várias galerias, estúdios de designers, cafés charmosos e lojinhas descoladas. Artistas de outras partes do mundo também se instalaram ali. Perfeito para um passeio à tarde. Funciona de terça a domingo, das 10h às 18h30.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
24/08/2008 - 10:02

Cusparadas: balanço final

Compartilhe: Twitter

Antes da Olimpíada, muito se falou sobre o hábito do chinês de cuspir na rua. Segundo a medicina chinesa, tudo o que faz mal para o corpo deve ser colocado para fora. Não importa onde o sujeito esteja. A Prefeitura de Pequim fez uma enorme campanha de conscientização e estipulou também uma multa para os porcalhões. Como final de Olimpíada sempre é hora de balanço final, apresento o meu. Nos 20 dias em que estive em Pequim, vi onze cusparadas. Dez foram de homens e apenas uma de mulher. Dos dez homens, quatro eram motoristas de táxi (um teve o requinte de abrir a porta para cuspir). A pior de todas foi vista no Mercado de Antiguidades de Panjiayuan. O cara ameaçou duas vezes com aquele “rrrrrrrrrr”. Aí veio a cusparada. Nojenta! Dos dez homens, apenas um não era chinês. Era cinegrafista de uma TV da Alemanha.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
24/08/2008 - 04:58

Qual é a sua graça?

Compartilhe: Twitter

Para facilitar a comunicação, os chineses – principalmente os jovens – adotam um nome em inglês. Pode ser um nome comum ou alguma palavra que tenha algum significado para eles. Numa loja de artigos esportivos, vi um balconista chamado “Hero” (Herói). Numa sorveteria, uma mocinha andava com a plaquinha “Coco”. Algo relacionado com o sabor do sorvete? Não, uma homenagem a estilista Coco Chanel. De todas que vi aqui, o nome em inglês mais curioso que vi foi de uma garçonete de um restaurante num shopping: “Smile Star” (Estrela Sorridente). Pedi até para tirar uma foto… Poético é.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
24/08/2008 - 04:37

Tintim na China

Compartilhe: Twitter

Vale pelo charme: comprei um exemplar de “Tintim na China” em chinês!

A compra foi feita no Mercado de Antiguidades de Panjiayuan, que só funciona aos sábados e domingos. O lugar, como tudo aqui, é imenso. Não dá para saber quantos vendedores instalam suas barracas ali. Chineses e turistas se espremem pelos corredores. No corredor dos sebos, encontrei o livrinho do Tintim, meio amassadinho, com uma etiqueta de 50 yuans (R$ 12,50). Fiz sinal de que estava caro. O vendedor escreveu 35 num papel. Ofereci 20. Ele escreveu 30. Insisti nos 20. Ele fez o gesto universal de passar o dedo pelo pescoço. Continue apontando os 20 yuans (R$ 5) e, finalmente, ele aceitou. Paguei. Quando saí da barraca, tirei a etiqueta da capa do livro e vi o preço original: 10 yuans. Não escrevi que os vendedores aqui nunca saem perdendo?

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
24/08/2008 - 03:43

Nana, nenê!

Compartilhe: Twitter

Chineses dormem em qualquer lugar. Aqui vai a minha contribuição para o divertido site

www.sleepingchinese.com

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
23/08/2008 - 07:26

Quem é que vai pagar o pato?

Compartilhe: Twitter

O técnico Dunga resolveu fritar o Pato (capa de uma revista chinesa sobre futebol). Só que, em Pequim, o melhor que se tem a fazer é comer o pato… assado.

Eles são vendidos em qualquer supermercado e até, como mostrei num post lá atrás, em bomboniéres de cinema. São de diferentes tamanhos e podem vir em sacolas chiques para presente. A mais comum é esta embalagem com alça, fácil de transportar.

O mais concorrido restaurante de pato em Pequim é o Da Dong. Reservar é imprescindível, pois a casa vive lotada. A primeira atração é o cardápio, que tem capa dura e 106 páginas. Em cada uma delas, uma belíssima fotografia e a descrição do prato. O Da Dong tem todo tipo de prato.

Mas todas as mesas ao meu redor estavam se entretendo com o pato. Tanto que ele tem um cardápio à parte, junto com outras iguarias de bastante fama na China, casos do pepino do mar e da sopa de barbatana de tubarão.

Um pato para três pessoas custa 198 yuans (R$ 49,50). Mas, por 218 yuans (R$ 54,50), o cliente pode entrar na cozinha e escolher o pato que deseja comer. Os patos ficam pendurados em ganchos, dentro do forno, com bico e tudo. Demorei um pouco para escolher o meu. Só aceitei o terceiro pato que foi apresentado. Só que ele voltou para o forno para a aquecida final. Como saber se o “meu” é que seria servido? Patos assados são tão parecidos!

Depois de 10 minutos, o pato chega à mesa. Ele é cortado em fatis bem finas. Vem junto com pão, panquequinhas e acompanhamentos. O processo de montagem fica por conta de cada um. A sugestão é que se comece com um pedacinho da pele crocante do pato mergulhado no açúcar, um dos acompanhamentos. A carne do pato e os acompanhamentos devem ser colocados no pão ou na panqueca e depois enrolados, como um wrap.

Incluso no preço, o Da Dong serve ainda sobremesa: caqui congelado com creme e, para finalizar, um prato com pedacinhos de melancia, uvas e melão (o gelo seco no compartimento de baixo deixa as frutas fumegantes).

No final das contas, dois patos para cinco pessoas, com acompanhamentos, bebidas e sobremesas ficou 120 yuans (R$ 30) por cabeça. Assim fica fácil. Todos pagaram o pato e ninguém reclamou.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
22/08/2008 - 08:25

Sex and Da City

Compartilhe: Twitter

“Sex and The City” não é exibido na TV chinesa. Mas os DVDs com as temporadas dos seriados podem ser encontrados em qualquer loja. Sim, lojas. Como os DVDs custam barato, não há locadoras por aqui. O negócio é comprar mesmo. O nome da série inspirou uma das boates mais famosas de Pequim.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
22/08/2008 - 08:08

Mais uma Fanta

Compartilhe: Twitter

Escrevi aqui, respondendo a um comentário, que só tinha visto Fanta Laranja por aqui. Hoje encontrei também Fanta Maçã Verde.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
Voltar ao topo